Tempo
|
A+ / A-

Évora: 19 religiosos com Covid em instituições da Arquidiocese

13 jan, 2021 - 21:37 • Rosário Silva

No Mosteiro de Campo Maior há 14 monjas infetadas. No lar de Barbacena, entre utentes, funcionários e religiosas, pelo menos 28 pessoas são doentes covid. Há também um sacerdote infetado.

A+ / A-

Veja também:


O surto de Covid-19 no Mosteiro da Imaculada Conceição, em Campo Maior, conhecido no último domingo, “infetou 14 das 17 monjas concecionistas”, sendo que uma delas “não está atualmente no Mosteiro porque se encontra em formação em Madrid”.

A informação foi prestada esta quarta-feira pelo Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Évora, numa nota enviada à Renascença.

“Das 14 infetadas, apenas uma das monjas apresenta sintomas, como febre e dores no corpo, e as restantes têm sintomas ligeiros ou estão assintomáticas”, esclarece a mesma nota.

O documento dá ainda conta que os párocos de Campo Maior e capelães do Mosteiro, o cónego Francisco Bento e o padre Paulo Fonseca, que habitualmente celebram eucaristia para a comunidade religiosa, e que aguardavam em isolamento, testaram negativo para a Covid-19.


Quanto ao segundo surto, no Lar Nossa Senhora do Paço, em Barbacena, a arquidiocese informa que “infetou pelo menos 28 pessoas, entre utentes, funcionários e religiosas”.

Neste lar, da Comunidade Santa Beatriz da Silva, da congregação das Irmãs Concecionistas ao Serviço dos Pobres, “estão infetados com o novo coronavírus SARS-CoV-2 um total de 15 utentes de um total de 25, oito dos 25 funcionários e as quatro religiosas” que pertencem à instituição.

O capelão da instituição, o padre António Carlos, que celebra normalmente para esta comunidade religiosa, fez o teste na última segunda-feira.

“Na terça-feira, dia 12 de janeiro, ao final do dia, soube-se o resultado que foi positivo, somando assim, infelizmente, mais um caso de infeção neste surto”, lê-se na mesma nota, onde se “deseja boas e rápidas melhoras”, quer ao sacerdote, quer às religiosas, funcionários e utentes de ambas as comunidades que pertencem à Igreja eborense.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.