Tempo
|
A+ / A-

Clássico

João Manuel Pinto: "FC Porto mais maduro, contra um Benfica que muda muito"

14 jan, 2021 - 12:45 • João Fonseca

Antigo defesa de dragões e águias não alimenta favoritismos e sublinha que perder pontos é perigoso e deixará o Sporting mais confortável no comando da Liga.

A+ / A-

O clássico desta sexta-feira, no Dragão, colocará frente-a-frente um "FC Porto mais maduro, mais experiente e que está melhor", contra um "Benfica com muitas suspeitas" e que tem tido maior rotatividade no onze retirando lhe entrosamento.

A leitura feita a Bola Branca por João Manuel Pinto, antigo defesa de dragões e águias, evidencia um jogo competitivo, mas que não deixará de ser 50/50, é um confronto "onde não há favoritos", seja qual for o momento de casa equipa. O antigo internacional, embora reconheça o conjunto de Sérgio Conceição mais experiente, lembra que Jorge Jesus "tem muitas e boas soluções", faltando-lhe afinar a máquina encarnada.

Vaticinando um desafio com golos e bem disputado, João Manuel Pinto coloca-se no papel de comentador para afirmar que caso as águias percam, todos irão apontar "uma crise" na Luz, o que não sucederá se o resultado for um triunfo.

Gabriel e Otávio são mais-valias importantes para os dois técnicos, num desafio em que a soma de pontos é fundamental.

"Não se pode perder pontos. É sempre importante ganhar, mas falta muito campeonato. A decisão do segundo ou do primeiro lugar não vai depender deste jogo", contudo a vantagem do Sporting impõe que os dois emblemas não deixem alargar vantagem, segundo João Manuel Pinto.

O FC Porto-Benfica tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt e será arbitrado por Luís Godinho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.