Tempo
|
A+ / A-

Ponte de Lima recupera capela dedicada a Santiago de Compostela

13 jan, 2021 - 08:40 • Olímpia Mairos

Projeto insere-se na valorização do Caminho Português de Santiago e contempla ainda a realização de obras no Museu dos Terceiros.

A+ / A-

A autarquia de Ponte de Lima vai recuperar a capela de Santiago, situada na freguesia da Correlhã, no âmbito do projeto de qualificação e valorização do Caminho Português de Santiago de Compostela.

A adjudicação da obra, no valor de cerca de 240 mil euros, já foi aprovada em reunião do executivo municipal e prevê também a recuperação e beneficiação dos alçados e vãos do Museu dos Terceiros.

O projeto prevê o restauro integral do templo dedicado de Santiago, “uma das poucas capelas dedicadas a Santiago de Compostela, outrora pertencente à Casa de Bragança e, antes desta, à Igreja Compostelana, em pleno Caminho de Santiago, na freguesia da Correlhã”, informa a autarquia em comunicado.

A intervenção contempla a substituição dos pavimentos exteriores existentes em terra batida por pavimento em betuminoso colorido amarelo, execução de cobertura nova na capela, restauro das paredes alvenaria de pedra, restauro dos elementos decorativos em pedra, execução de novos rebocos, colocação de novos vãos e novas infraestruturas elétricas.

Em simultâneo a autarquia prepara-se para intervir também no atual Museu dos Terceiros, extinto convento franciscano do século XV, que teria uma das mais antigas hospedarias onde pernoitavam peregrinos.

Requalificar e conservar monumentos de caráter relevantes, numa parte do troço do Caminho Português de Santiago, bem como dinamizar o itinerário cultural com ações de promoção no Museu dos Terceiros e promover a proteção, certificação e divulgação do Caminho de Santiago são, segundo a autarquia, os grandes objetivos do projeto de Qualificação e Valorização do Caminho Português de Santiago de Compostela, que conta com um investimento de mais de 800 mil euros, comparticipados em 85% com fundos comunitários através do Norte2020.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.