Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Votar em pandemia. Governo esclarece dúvidas sobre ida às urnas nas presidenciais

13 jan, 2021 - 17:30 • Redação

Para facilitar o voto em pandemia, o Governo alargou o regime de voto antecipado a todos os cidadãos que estejam em isolamento devido à Covid-19. Secções de voto receberam 120 toneladas de material de proteção.

A+ / A-

A 24 de janeiro, numa "aberta" em pleno estado de emergência, os portugueses vão às urnas para decidir quem será o próximo Presidente da República.

Para contrariar a abstenção e os receios de muitos cidadãos, no contexto da pandemia de Covid-19, o Governo publicou esta quarta-feira uma lista das medidas implementadas para facilitar o voto em pandemia.

Voto antecipado em mobilidade

O regime de voto antecipado pode ser usado por todos os portugueses com residência no país, inscrevendo-se neste site entre 10 e 14 de janeiro. A votação decorre a 17 de janeiro.

Por razões de segurança, “as mesas de voto antecipado podem ser desdobradas quando se inscrevam um número de eleitores sensivelmente superior a 500”, refere o Governo.

Caso um cidadão esteja inscrito no voto antecipado e não o exerça, poderá votar no dia 24.

Voto antecipado para eleitores em confinamento obrigatório

Qualquer cidadão – infetado ou em isolamento profilático – poderá votar antecipadamente nas presidenciais a partir da residência onde está em confinamento. O pedido de inscrição deve ser feito no site do MAI criado para o efeito entre 14 e 17 de janeiro.

Nos dias 19 e 20 de janeiro, equipas de recolha dos votos no domicílio, constituídas por representantes municipais, irão deslocar-se à morada que o eleitor indicou na inscrição, que deve coincidir com o domicílio registado no sistema de registo dos doentes com Covid-19 gerido pela Direção-Geral de Saúde.

Reforço de secções de voto

De modo a evitar aglomeramentos de pessoas, as assembleias de voto das freguesias com um número de eleitores inscritos sensivelmente superior a 1000 foram divididas em secções de voto. Antes eram 1500 eleitores.

De acordo com o Governo, serão constituídas 12 287 secções de voto e empenhados 61 435 membros de mesa. Estes números significam um aumento de 2087 secções de voto e de 10 435 elementos, quando comparado com eleições anteriores.

Equipamento de proteção individual

A administração eleitoral distribuiu por todos os municípios cerca de 120 toneladas de material: máscaras, luvas, viseiras e gel alcoólico. Este material servirá para os membros da mesa como eleitores quaisquer eleitores que compareçam nas secções de voto sem os devidos equipamentos de proteção.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+