Tempo
|
A+ / A-

Eurostat

Portugal com reciclagem de embalagens plásticas abaixo da média europeia

13 jan, 2021 - 13:09 • Lusa

No que respeita às embalagens em geral, Portugal apresentava, em 2018, a terceira taxa mais baixa, numa listagem de reciclagem liderada pela Bélgica.

A+ / A-

Portugal apresentou, em 2018, uma taxa de reciclagem de embalagens de plástico de 33,9%, abaixo dos 41,5% da média da União Europeia (UE). Os dados mostram, contudo, mais de um terço destes resíduos reutilizados, segundo dados divulgados pelo Eurostat nesta quarta-feira.

A maior taxa de reciclagem de resíduos de embalagens plásticas em 2018 foi registada na Lituânia (69,3%), à frente da Eslovénia (60,4%, dados de 2017), da Bulgária (59,2%), da República Checa (57,0%), do Chipre (54,3%), da Eslováquia (51,4%) e de Espanha (50,7%).

Em contrapartida, menos de um terço dos resíduos de embalagens plásticas foi reciclado em Malta (19,2%, dados de 2017), França (26,9%), Hungria (30,0%), Irlanda (31,0%), Finlândia (31,1%), Dinamarca (31,5%), Áustria (31,9%) e Luxemburgo (32,3%).

De acordo com o gabinete estatístico europeu, no que respeita às embalagens em geral, em 2018 Portugal apresentava a terceira mais baixa taxa de reciclagem (57,6%), depois da Hungria (46,1%) e da Letónia (55,8%).

A tabela da reciclagem de embalagens em geral numa tabela liderada pela Bélgica (85,3%), seguindo-se o Luxemburgo (70,9%), Chipre e Finlândia (70,2%), sendo a média da UE de 66,3%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.