Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

Bispo de 61 anos morre de complicações pós-Covid na Roménia

12 jan, 2021 - 21:18 • Filipe d'Avillez

Apesar de estar a recuperar de Covid-19 e aparentar estar bem, Florentin Crihalmeanu sofreu uma crise cardiorrespiratória aguda e apesar da intervenção dos médicos morreu ao início da tarde.

A+ / A-

Veja também:


Morreu esta terça-feira, na Roménia, o bispo Florentin Crihalmeanu, da Igreja Greco-Católica da Roménia.

O bispo, de apenas 61 anos, estava a recuperar de uma infeção com Covid e convalescia num mosteiro quando morreu de complicações cardiorrespiratórias.

Segundo um comunicado publicado pela Igreja Greco-Católica da Roménia, pode ler-se que a morte foi repentina.

“Apesar de a saúde de ter melhorado após a infeção com Covid-19 e de se estar a aproximar do final do período de quarentena, enfrentou uma crise cardiorrespiratória aguda. A ambulância foi chamada e os médicos realizaram todos os procedimentos de reanimação, mas, apesar de todo o esforço, às 15h20 foi declarado o óbito.”

Descrevendo o bispo Florentin como um hierarca “trabalhador, gentil e humilde”, a Igreja diz que “sacerdotes, pessoas consagradas e todos os fiéis da Diocese Greco-Católica de Cluj-Gherla sentem esta partida como uma grande perda, mas com fé no Salvador Jesus Cristo, o Ressuscitado, unem-se em oração pela sua alma”

“Através desta dolorosa provação, vivida à luz da fé e da Ressurreição, esperamos levar unidade e paz às almas de todos os que o conheceram, que receberam a sua orientação espiritual, admiraram-no e estimaram-no pela sua devoção ao serviço de Cristo e Sua Igreja.”

A Igreja Greco-Católica da Roménia é uma Igreja Católica de rito oriental. Na Roménia conta com cerca de 150 mil fiéis, tendo sido perseguida com ferocidade durante os anos do regime comunista.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+