Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Mais de 70 mil pessoas já receberam primeira dose da vacina em Portugal

08 jan, 2021 - 15:11 • Lusa

Governo vai passar a divulgar semanalmente como está a decorrer a campanha de vacinação.

A+ / A-

Veja também:


Setenta mil pessoas já receberam a primeira dose de vacinadas contra a Covid-19 em Portugal continental, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Saúde, que passa a disponibilizar plataformas em que os portugueses podem acompanhar o processo.

"Até ao momento, já foram administradas 70 mil vacinas em Portugal continental. Este número pode ser consultado, a partir de hoje, nas plataformas online do Ministério da Saúde e do Governo, garantindo transparência em todo o processo de vacinação. Desta forma será possível a qualquer pessoa monitorizar a execução do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19", refere o Ministério da Saúde em comunicado.

A atualização será semanal e poderá ser consultada aqui e aqui.

Em Portugal a campanha de vacinação contra a covid-19 iniciou-se em 27 de dezembro nos hospitais, abrangendo os profissionais de saúde, e já se estende aos lares de idosos.

A primeira fase do plano de vacinação, até final de março, abrange também profissionais das forças armadas, forças de segurança e serviços críticos.

Nesta fase serão igualmente vacinadas, a partir de fevereiro, pessoas de idade igual ou superior a 50 anos com pelo menos uma das seguintes patologias: insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração.

A segunda fase arranca a partir de abril e inclui pessoas de idade igual ou superior a 65 anos e pessoas entre os 50 e os 64 anos de idade, inclusive, com pelo menos uma das seguintes patologias: diabetes, neoplasia maligna ativa, doença renal crónica, insuficiência hepática, hipertensão arterial, obesidade e outras doenças com menor prevalência que poderão ser definidas posteriormente, em função do conhecimento científico.

Na terceira fase será vacinada a restante população, em data a determinar.

As pessoas a vacinar ao longo do ano serão contactadas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.899.936 mortos resultantes de mais de 88 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal registou esta sexta-feira 118 mortos relacionados com a covid-19 e 10.176 novos casos de infeção com o novo coronavírus, os valores diários mais elevados desde o início da pandemia, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Este é o maior aumento diário de mortos e de infeções desde o início da pandemia, em março de 2020, ultrapassando os máximos de 98 óbitos e de 10.027 casos anteriormente registados.O estado de emergência decretado em 9 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00h00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo eu
    08 jan, 2021 Cá 16:46
    Muito pouco. Mais que confinamentos votados ao fracasso ou proibições de deslocação tão cheias de excepções que nem a Polícia as entende, o melhor seria vacinação maciça no mínimo 50 000 pessoas / dia - o que atendendo a que são precisas 2 doses, significa na pratica 25 000 pessoas. Se até agora só há 70 000, ou seja, 35 000, temos de aumentar drasticamente a cadência.

Destaques V+