Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Pandemia já fez 1.791.033 mortos em todo o mundo

30 dez, 2020 - 13:46 • Lusa

Dos casos identificados, mais de 51,5 milhões foram dados como curados. Os países com maior número de óbitos nas últimas 24 horas são os Estados Unidos, Alemanha e Brasil.

A+ / A-

A pandemia de Covid-19 fez pelo menos 1.791.033 mortos em todo o mundo, depois de a OMS ter detetado a doença na China em dezembro de 2019. O balanço foi elaborado nesta quarta-feira pela France-Presse, com base em dados oficiais.

Mais de 81.933.390 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, sendo que 51.570.000 doentes foram considerados curados da doença.

O balanço é feito com base nos dados comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de casa país, excluindo as revisões posteriores das entidades responsáveis pelas estatísticas em países como a Rússia, Espanha e Reino Unido.

O número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total de infeções sendo que uma parte dos casos é menos importante ou refere-se a situações assintomáticas.

Nas últimas 24 horas lamenta-se a morte de 14.973 pessoas vítimas de Covid-19 em todo o mundo. No mesmo período foram registados 752.217 novos casos a nível global.

Os países que registaram o maior número de mortes, nas últimas 24 horas, são os Estados Unidos com mais 3.223 óbitos; Alemanha (1.129) e o Brasil (1.111).

Neste momento, os Estados Unidos é o país com mais mortos, tendo sido totalizados 338.656 óbitos e 19.515.529 casos, de acordo com a universidade norte-americana Johns Hopkins.

A seguir aos Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com um total de 192.681 óbitos e 7.563.551 casos; a Índia, com 148.439 vítimas mortais (10.24.852 contágios); o México, com 123.845 mortes (1.401.529 infeções) e Itália, com 73.029 mortos (2.067.487 casos).

Entre os países mais duramente afetados – em proporção do número de habitantes – encontram-se a Bélgica, com 167 mortos por cada 100 mil habitantes, seguida da Eslovénia (127), Bósnia (123), Itália (121) e a Macedónia do Norte (119).

A Europa totalizava, até às 11h00, 562.000 mortos e 26.007.263 casos; a América Latina e Caraíbas com 502.163 óbitos (15.353.869 infeções); Estados Unidos e Canadá com 353.924 mortos (20.077.741 contágios); Ásia com 217.729 (13.808.353 infeções); Médio Oriente regista 89.510 vítimas mortais (3.946.033 positivos); o continente africano com 64.262 mortos (2.706.105 contágios) e a Oceânia com 945 óbitos (31.027 casos).

Este balanço é realizado a partir de dados recolhidos pelos correspondentes da France Presse junto de entidades competentes e em informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido às correções comunicadas e pela publicação tardia de alguns valores, o aumento dos números globais, durante as últimas 24 horas, pode não corresponder exatamente aos valores que foram noticiados anteriormente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+