Tempo
|
A+ / A-

Mercado

Oleg rejeita o FC Porto e ruma ao Olympiacos

30 dez, 2020 - 12:45 • Rui Viegas

FC Porto pretendia exercer direito de preferência e resgatar o lateral-esquerdo, que optou por não voltar ao Dragão. Paços de Ferreira deverá finalizar transferência para o Olympiacos em janeiro.

A+ / A-

O lateral-esquerdo Oleg Reabciuk recusou regressar ao FC Porto e deixará o Paços de Ferreira já em janeiro para assinar pelo Olympiacos, sabe Bola Branca.

Tal como a Renascença noticiou na segunda-feira, Paços de Ferreira e Olympiacos estavam perto de chegar a acordo para a transferência do internacional moldavo, sendo que o FC Porto foi notificado por ter 50% do passe e direito de preferência na transferência.

Paulo Meneses, presidente do Paços de Ferreira, explica à Renascença que o FC Porto notificou o clube pacense que teria interesse em acionar o direito de preferência, mas coloca a decisão nas mãos do atleta, que rejeitou o regresso ao Dragão.

"O Paços de Ferreira recebeu uma proposta do Olympiacos e, no cumprimento das suas obrigações, comunicou a quem tinha de comunicar para ser exercido, ou não, o direito de preferência. O terceiro clube [FC Porto] notificou o Paços que estaria interessado em exercer o direito de preferência. Até hoje não formalizamos nenhum contrato, nem o atleta me comunicou a sua decisão, que é fundamental. O atleta é que decide para resolvermos dentro de portas. Fomos notificados pelo clube preferente que queria exercer o seu direito, mas tem de chegar a acordo com o atleta", revela.

O FC Porto tem 50% do passe de Oleg, com o Paços de Ferreira a deter os restantes 50%. O Paços de Ferreira ficaria impedido de finalizar as negociações com o Olympiacos, caso o FC Porto acionasse o direito de preferência. Os dragões têm ainda uma cláusula de recompra de 40% do passe do Paços de Ferreira.

No entanto, sem o interesse de Oleg em voltar ao FC Porto, os dragões podem abdicar do direito de preferência, abrindo a porta à saída de Oleg para a Grécia.

Independentemente do desfecho, Paulo Meneses pretende que o futuro de Oleg fique decidido o mais rapidamente possível: "As entradas e saídas devem ser decididas o mais a tempo possível. Se gostaria de ter o atleta até ao limite? Claro que sim, mas tenho interesse que o atleta defina a sua situação o mais rapidamente possível".

Oleg Reabciuk, de 22 anos, chegou ao Paços de Ferreira no início da última temporada, proveniente do FC Porto. No total, soma 44 jogos pelos pacenses e dois golos apontados, ambos esta temporada.

O lateral arrancou formação no Sporting e passou pelo Rio Maior e Belenenses antes de chegar ao FC Porto, em 2016, para os juniores. Fez duas épocas na equipa B e nunca se estreou pela equipa principal.

Mercado fechado para o Paços

O Paços de Ferreira ocupa o sexto lugar da I Liga, perto dos lugares de qualificação europeia. O clube vê sair uma das suas principais figuras, mas não pretende sair qualquer outro jogador em janeiro.

"Há cobiça por outros atletas, mas não estou disposto a deixar sair mais nenhum jogador, a não ser que as propostas sejam irrecusáveis", explica.

A venda de Oleg explica-se com o momento financeiro que o clube atravessa e que poderá ficar resolvido com a transferência para o Olympiacos.

"Gostava de ter a capacidade de recusar a proposta do Oleg, é uma pessoa por quem tenho estima e um dos melhores profissionais que tive o prazer de ver jogar e treinar. É preciso responsabilidade na gestão financeira e foi uma questão de necessidade que pode cessar com a venda do atleta. Vendemos porque precisamos, mas não queremos vender mais ninguém", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+