Tempo
|
A+ / A-

Vasco da Gama

Fernando Pires. “Despedimento de Sá Pinto é um erro absurdo”

30 dez, 2020 - 19:39 • Pedro Azevedo

Presidente da Associação Brasileira de Treinadores de Futebol acusa Vasco da Gama de incompetência e garante que era impossível o técnico português ter sucesso.

A+ / A-

Poucas horas depois de Ricardo Sá Pinto se ter despedido do Vasco da Gama, numa nota publicada nas redes sociais, em que o treinador português manifesta inconformismo por não concluir o projeto, o presidente da Associação Brasileira de Treinadores do Brasil acusa o clube carioca de incompetência.

A ligação de Sá Pinto ao Vasco da Gama, clube fundado pela comunidade portuguesa, durou pouco mais de dois meses. O treinador português deixou a equipa no 17.º lugar, em zona de descida, com apenas 3 vitórias nos 15 jogos em que orientou o Vasco.

Em entrevista a Bola Branca, Fernando Pires, presidente da Associação Brasileira de Treinadores de Futebol, tece duras críticas ao Vasco da Gama.

“É o reflexo de uma desorganização total do Clube de Regatas Vasco da Gama. Sá Pinto quando chegou, encontrou um ambiente que estava destinado ao insucesso do clube. Problemas com pagamentos em atraso, equipa mal construída no início da época e Sá Pinto tentou dar um rumo à equipa mas foi impossível. O Vasco da Gama é uma equipa sob grande pressão. O Vasco da Gama é um clube gigante do futebol brasileiro mas que já vive há algum tempo essas turbulências políticas dentro do clube. Sá Pinto não teve responsabilidade pelo insucesso do Vasco da Gama. Era uma situação que se previa que iria acontecer. Demitir Sá Pinto foi mais um erro absurdo do Vasco da Gama. Mostra mais uma vez a incompetência da direção do clube”, acusa.

Fernando Pires não conhece os contornos relacionados com o incumprimento salarial do Vasco da Gama para com Sá Pinto, mas coloca-se ao lado do treinador português para defender os seus direitos junto do clube carioca. “Não sei se recebeu algum pagamento porque ele não nos procurou mas a Associação Brasileira de Treinadores de futebol coloca-se ao dispor de Sá Pinto e equipa técnica para dar todo o apoio que necessite”, anuncia.

A imagem dos treinadores portugueses no Brasil

Sá Pinto deixa o Vasco da Gama quatro meses depois da saída de Jesualdo Ferreira do Santos. Duas chicotadas que, na opinião de Fernando Pires, não beliscam a imagem dos treinadores portugueses no Brasil.

“Só quem não percebe de futebol pode entender que a imagem dos treinadores portugueses é negativa. A competência de Jesualdo Ferreira e Ricardo Sá Pinto está acima de qualquer suspeita. Jesualdo Ferreira pegou um Santos desmontado por os melhores jogadores tinham deixado o clube. O treinador ia conseguir realizar um bom trabalho mas entretanto foi demitido. Os dois treinadores não mancharam em nada, a imagem dos treinadores portugueses porque quem conhece o futebol sabe que têm competência e história e estão acima das situações vividas no Santos e no Vasco da Gama”, considera.

Resta Abel Ferreira no Palmeiras

Depois de Jorge Jesus ter abandonado o Flamengo para ingressar no Benfica e após as saídas de Jesualdo Ferreira do Santos e de Sá Pinto do Vasco da Gama, resta Abel Ferreira no Palmeiras. Fernando Pires elogia o trabalho do treinador português no atual 6.º classificado do Brasileirão.

“Está a fazer um trabalho positivo. O Palmeiras tem realizado bons jogos e está numa posição importante na classificação. Ficamos a torcer para que o Abel Ferreira consiga o êxito no Brasil porque será bom para todos os treinadores. O futebol de excelência não tem fronteiras. O que importa é o trabalho do profissional independentemente do país de origem”, argumenta o dirigente brasileiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+