Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Vacina da Pfizer. A prenda de Puurs para o mundo

21 dez, 2020 - 10:27 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas

A vacina que a Agência Europeia do Medicamento deverá aprovar nesta segunda-feira está a ser produzida na Bélgica. A população de Puurs está orgulhosa. "Podemos dizer que é uma prenda de Natal muito boa para o mundo, para a Europa e também para os ouvintes da vossa rádio em Portugal”, diz o presidente da Câmara à Renascença.

A+ / A-

A vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer e pela empresa de biotecnologia alemã BioNTech – e que já está a ser administrada há várias semanas no Reino Unido e noutros países – está a ser produzida em fábricas de vários locais do mundo. Uma delas é na Bélgica, na cidade de Puurs.

Daqui vão sair milhões de doses de vacinas anti-Covid para toda a União Europeia, após a aprovação para comercialização por parte da Agência Europeia do Medicamento. A Renascença foi até lá.

O parque industrial da Pfizer na localidade belga de Puurs é um dos maiores do mundo na produção de medicamentos e vacinas. É uma gigantesca unidade fabril devidamente vigiada que não é possível visitar. Distingue-se ao longe, da estrada, já que da sua planta despontam duas enormes turbinas eólicas que geram a energia "verde" necessária à produção.

Situado na Flandres, o sítio industrial da Pfizer fica a meia hora do porto de Antuérpia e do aeroporto de Bruxelas, à entrada da pequena cidade de Puurs.

Trata-se de uma localização estratégica próxima de alguns dos principais eixos rodoviários do país. O constante movimento de camiões de transporte de mercadorias de vários países da UE confirma a importância das vias que circundam Puurs.

A situação geográfica da localidade representa uma mais valia para as exportações, garante o autarca de Puurs, em entrevista à Renascença.

Koen Van den Heuvel destaca ainda outro trunfo: "a Pfizer em Puurs tem há muito tempo uma especialização em vacinas. Tem muita experiência. No ano passado, produziu mais de 400 milhões de doses de vacinas".

O "Silicon Valley" flamengo do setor farmacêutico

Neste gigantesco parque industrial da Pfizer trabalham mais de três mil pessoas. Entretanto, a produção de milhões de doses de vacinas anti-Covid levou a farmacêutica a criar novos empregos nas últimas semanas.

"No último mês, a Pfizer criou novos postos de trabalho. Houve muitas novas entrevistas para a produção da vacina da Covid. Para nós, isto é uma notícia muito boa. Nós já temos uma economia local bastante forte. A taxa de desemprego é de cerca de 3%. E para nós isto vai melhorar", explica Van den Heuvel.

No seu gabinete, onde tem recebido jornalistas de todo o mundo desde que a Pfizer/Puurs anunciou a produção da vacina, o autarca afirma que a região tem uma longa tradição na indústria farmacêutica. Trata-se de uma espécie de "Silicon Valley" do setor, que acolhe três gigantes mundiais e uma série de ‘startups’ flamengas.

Em 10 anos, a região duplicou o número de trabalhadores. Atualmente, o setor emprega cerca de 5.500 pessoas, grande parte a viver a menos de 10 quilómetros da fábrica.

Mas é a produção da vacina que vai ajudar o mundo combater a pandemia que deixa orgulhosos os cerca de 16 mil habitantes de Puurs. "Estamos muito contentes e muito orgulhosos. Sinto que todos os habitantes estão orgulhosos. Podemos dizer que vamos salvar o mundo. E com três mil empregados na fábrica da Pfizer em Puurs toda a gente conhece alguém que trabalha lá, seja na família, na vizinhança ou entre os amigos".

Uma prenda de Natal para o mundo

O líder da autarquia prevê que o movimento de camiões de transporte seja um desafio. Deverá aumentar nos próximos dias e semanas com o envio dos lotes para toda a Europa. Foi assim com o transporte das primeiras vacinas anti-Covid em direção ao Reino Unido.

Mas a região tem bons acessos, garante Van den Heuvel. Na área da segurança foram tomadas algumas medidas suplementares e a polícia estará atenta.

Koen Van den Heuvel acredita, por isso, que tudo correrá bem com o transporte da vacina produzida na sua localidade. Diz, com orgulho, que é uma de prenda de Natal de Puurs para o mundo.

"Podemos dizer que é uma prenda de Natal muito boa de parte de Puurs para o mundo, para a Europa e também para os ouvintes da vossa rádio em Portugal. Desejamos a todos um Feliz Natal e um bom Ano".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+