Tempo
|
A+ / A-

Made in Portugal. Está aí o primeiro brinquedo anti-Covid em todo o mundo

09 dez, 2020 - 14:01 • Olímpia Mairos

Chama-se "Antivírus". É o primeiro brinquedo anti-Covid em todo o mundo. Foi desenvolvido e produzido em Portugal, pela Science4you e já está em mais de mil pontos de venda, em toda a Europa.

A+ / A-

Já está no mercado europeu. O "Antivírus" é o primeiro brinquedo anti-Covid em todo o mundo. Foi desenvolvido pela Science4you, para ajudar as crianças a perceberem o processo dos vírus e, simultaneamente, permite que elas construam equipamentos de proteção individual, como máscaras e viseiras.

“É um bocadinho fruto do instinto de sobrevivência”, diz à Renascença Miguel Pina Martins, CEO da Science4you.

A empresa, no início da pandemia, começou por “produzir álcool gel e óculos de proteção”, para ultrapassar as dificuldades provocadas pela não realização de festas de aniversário, onde iriam “buscar uma parte muito importante das vendas dos brinquedos”, explica Miguel Pina Martins, e no processo de inovação surgiu a decisão em criar “um kit que permita às crianças aprender um pouco sobre o vírus, mas de uma forma divertida”.

“O kit Antivírus, permite às crianças protegerem-se deste e de qualquer vírus e, acima de tudo, aprenderem a brincar”, observa o CEO da Science4you.

E o que se pode fazer com o Antivírus?

“Com este kit podemos fazer várias experiências, nomeadamente máscaras descartáveis, viseiras. Podemos fazer também um sabonete que vai, depois, ser usado para as crianças lavarem as mãos e poderem eliminar todos os vírus das mãos. Dá para criar bactérias. Ou seja, dá para fazer uma série de experiências que estão todas relacionadas com esta nova realidade, mas, acima de tudo, que seja uma realidade o mais divertida possível, com a aprendizagem pelo meio”, explica Miguel Pina Martins.

O Antivírus desafia as crianças a serem verdadeiros cientistas de microbiologia e a criarem os seus próprios meios de cultura experimentais para fazerem crescer micróbios e fungos, através de um kit antivírus, ao mesmo tempo que os ensina a construir a sua própria viseira e máscara de proteção. Este brinquedo permite ainda que as crianças façam o seu próprio sabonete e aprendam a lavar as mãos corretamente.

Com mais de 20.000 unidades produzidas, o Antivírus já chegou a toda a Europa, “onde tem estado a render por este conceito e, sobretudo, pela preocupação dos pais em conseguirem explicar às crianças o que é o vírus, de uma forma muito simples e divertida”, assinala o CEO da Science4you.

O Antivírus é indicado para crianças a partir dos 8 anos de idade, mas pode ser utilizado por crianças com idades inferiores, com a supervisão de um adulto, sempre com a ajuda do pai, da mãe, do tio, da avó, porque acaba por ser sempre um brinquedo muito social, explica Miguel Pina Martins. Inclui, além do livro educativo, 15 experiências e todo material necessário para a criança ser um verdadeiro cientista.

“Não é um brinquedo que se entrega à criança e ela acaba por fazer sozinha. Não. É um brinquedo que tem que ter uma interação com o adulto, de forma a que se transforme também num brinquedo mais social e acabe por ajudar a desenvolver os laços familiares ou não, depende com quem for, mas ajuda a desenvolver os laços entre o adulto e a criança, o que para nós é sempre algo fundamental”, explica à Renascença.

À venda em toda a Europa

No entender do CEO da Science4you, o kit vai “obrigar a que realmente haja um tempo de qualidade entre pais e filhos”, que consideram muito importante nesta fase da pandemia, “em que estamos todos mais tempo em casa e acaba por ser uma oportunidade para poderem fazer algo em conjunto”.

O brinquedo já está à venda na loja online, em todas as lojas físicas da Science4you, e agora também em mais de 1.000 pontos de venda em toda a Europa, pelo preço de 19,99€.

“Achamos que é uma prenda de Natal muito interessante que pode ficar por um preço baixo, ao conseguir ter uma prenda interessante para se conseguir brincar em família, a aprender”, observa Miguel Pina Martins.

O CEO da Science4you não esconde o orgulho em oferecer ao mercado o primeiro brinquedo para ajudar as crianças a compreenderem melhor, de forma divertida e pedagógica, o mundo invisível dos vírus, das bactérias e dos fungos, de que tanto se fala fruto do novo coronavírus.

“Não é só porque produzimos em Portugal, mas porque criamos muitos empregos em Portugal e isso para nós é muito importante. E, depois, porque conseguimos fazê-lo com uma qualidade superior, no nosso entender, a qualquer outro país que esteja a fazer brinquedos. É de grande orgulho para nós, porque foi o primeiro brinquedo do mundo que surgiu para ensinar as crianças a combater o Covid-19”, conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+