Tempo
|
A+ / A-

INTERPOL

"First Light". Mais de 21 mil detidos em operação contra fraude digital

09 dez, 2020 - 11:50 • Lusa

É a primeira vez que as forças de segurança se articulam à escala global, com ações em cada continente, para lutar contra a fraude no setor das telecomunicações.

A+ / A-

Uma operação mundial contra a fraude por telefone ou via digital deteve 21 mil pessoas e intercetou cerca de 126 milhões euros em fundos ilícitos, anunciou a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

Um comunicado oficial explica que 21.549 suspeitos foram detidos e 310 contas bancárias foram congeladas na sequência desta operação que coordenou durante um ano e que terminou em novembro.

A operação chamada "First Light" iniciou uma fase de preparação de três meses em setembro de 2019 na qual 35 países participaram e foi seguida por um ano de intensa troca de informações.

Segundo aquele organismo, sediado na cidade francesa de Lyon, é a primeira vez que as forças de segurança se articulam à escala global, com ações em cada continente, para lutar contra a fraude no setor das telecomunicações.

Os criminosos agora detidos usavam como métodos para efetivar as burlas o envio de e-mails comerciais falsos ou mensagens de texto por telefone para que as vítimas entregassem informações pessoais que poderiam ser usadas para fins criminosos.

A pandemia Covid-19 causou um aumento neste tipo de fraude, levando a Interpol a alertar que embora esta operação tenha sido um sucesso, é necessária uma aliança global para combater estas ameaças.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+