Tempo
|
A+ / A-

Apoio à restauração

“Governo tem anunciado que vai anunciar medidas e não as tem concretizado”

06 dez, 2020 - 12:33 • Marina Pimentel com redação

Catarina Martins pede às famílias para planearem já como se protegem no Natal.

A+ / A-

A coordenadora do Bloco de Esquerda diz que o Governo promete muito, mas cumpre pouco no que toca aos apoios à restauração.

Questionada pelos jornalistas sobre a atenuação das regras de confinamento no período do Natal e a possibilidade de os restaurantes podem estar mais horas abertos, Catarina Martins lembrou que a restauração está a viver uma crise há nove meses.
“O Bloco de Esquerda tem dito que são precisas medidas para a economia que acompanhem as restrições. O Governo tem anunciado sucessivamente que vai anunciar medidas e não as tem concretizado. O Bloco de Esquerda não deixará de apresentar propostas sobre essa matéria”, frisou no final de uma ação de recolha de assinaturas para a formalização da candidatura presidencial de Marisa Matias, no parque central da Amadora, distrito de Lisboa.

Questionada sobre o alívio de restrições projetado pelo Governo para o período do Natal, a coordenadora do Bloco de Esquerda considerou que “o mais importante é que cada pessoa e cada família tome as melhores decisões para se proteger”.

“A pandemia está cá, em muitos locais o vírus está na comunidade e, portanto, as pessoas têm de saber proteger-se e proteger os seus. Com todo o respeito pela necessidade de as pessoas se encontrarem no Natal, o que todos compreendemos, também cabe a cada família fazer as melhores escolhas e as melhores opções para ter um Natal em segurança - e essas opções devem começar desde já”, advertiu.

Catarina Martins deixou ainda um conselho aos cidadãos que pretendem estar com mais pessoas no Natal. “Seguramente, têm de começar desde já a evitar toda a exposição e todos os contactos de risco que consigam evitar. O Natal é seguramente muito importante, mas então que as famílias conversem entre elas, tomem as melhores decisões e protejam-se.”

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+