Tempo
|
A+ / A-

EUA

Obama, Bush e Clinton vão ser vacinados contra a Covid-19 para promover confiança pública

03 dez, 2020 - 12:36

Ex-presidente Barack Obama admite ser vacinado na televisão, para que os norte-americanos saibam que podem confiar na ciência.

A+ / A-

Veja também:


Os antigos presidentes dos Estados Unidos Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton vão ser vacinados contra a Covid-19 na televisão para promover confiança pública.

Para os três ex-presidentes será uma forma de consciencializar a população. Numa numa entrevista a ser emitida esta quinta-feira, Barack Obama deixou claro ter absoluta confiança na ciência.

“Prometo que a vou tomar quando estiver disponível para pessoas que correm menos riscos. E posso tomar a vacina na televisão, ou que o momento seja filmado, para que as pessoas saibam que eu confio na ciência”, disse Obama no programa “The Joe Madison Show”, da SiriusXM.


“O que eu não confio é em apanhar Covid”, disse o primeiro Presidente negro da história dos Estados Unidos e prémio Nobel da Paz.

Para além de Barack Obama, também Bush e Clinton admitem vacinar-se, num ato público, para promover a confiança dos norte-americanos na vacinação contra a Covid-19.

Os Estados Unidos são o país com mais casos e mortes pelo novo coronavírus. Atingiram esta quarta-feira os 14 milhões de casos confirmados desde o início da pandemia, avança a estação de televisão NBC News, e quase 274 mil mortes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joaquim Santos
    03 dez, 2020 Tojal 13:45
    Com a verdade me enganas. Não obrigada.