Tempo
|
A+ / A-

Há um bebé entre as vítimas mortais do atropelamento na Alemanha

01 dez, 2020 - 14:10 • Redação

Um suspeito de 51 anos foi detido no local.

A+ / A-

Um bebé e pelo menos mais quatro pessoas morreram e 15 ficaram feridas, na sequência de um atropelamento, esta terça-feira, na cidade alemã de Trier, avança a agência Reuters.

Um suspeito de 51 anos, residente na cidade onde ocorreu o ataque, foi detido no local. "Foi detido um homem de 51 anos do distrito de Trier-Saarburg. O veículo está apreendido", adiantam as autoridades alemãs.

Num comunicado partilhado na página oficial do Twitter, as autoridades apelam aos residentes de Trier que não partilhem imagens do atropelamento e asseguram que as vítimas estão a receber assistência médica.

As vítimas mortais são um bebé de nove meses (a mãe ficou ferida), uma mulher de 25 anos, um homem de 45 e uma mulher de 73, sendo ainda contabilizados 15 feridos, dos quais pelo menos cinco estão em estado grave.

O presidente da câmara de Trier deslocou-se ao local e deverá fazer um comunicado, em conferência de imprensa.

O Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou as condolências e solidariedade ao homólogo alemão pelas vítimas do ataque.

Numa nota publicada na página da Presidência da República pode ler-se que Marcelo Rebelo de Sousa “enviou, em nome do povo português e no seu próprio, uma mensagem de condolências ao Presidente Frank-Walter Steinmeier, transmitindo votos de pesar às Famílias das vítimas mortais e de rápida recuperação a todos aqueles que ficaram feridos”.

“O Presidente da República expressou ainda a sua profunda solidariedade para com o Povo Alemão neste momento difícil e manifestou o seu firme repúdio por este ato de violência”, refere a mesma nota.

Esta tarde, através do Twitter, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português expressou “a sua solidariedade para com as famílias das vítimas do atentado que aconteceu hoje na cidade de Trier, na Alemanha”, reiterando o apoio ao povo e autoridades alemãs.

Ao início da tarde, uma viatura SUV cinzenta entrou a grande velocidade numa zona pedonal aos ziguezagues e de forma intencional para atropelar transeuntes e barracas de lojas durante várias centenas de metros.

Apenas quatro minutos depois, quando saiu para uma rua rodoviária, foi intercetado por vários carros da polícia e detido apesar de resistir.

A Procuradoria de Trier indicou que o suspeito é um homem de 51 anos, de nacionalidade alemã, natural de Trier e que residia habitualmente na periferia da cidade, apesar de ter passado os últimos dias “no seu veículo”.

O detido, que apresentava uma taxa de alcoolemia de 1,4 grama por litro de sangue, acima do limite legal de 0,25 g/l, não tinha antecedentes criminais, mas está a ser investigada a possibilidade de uma “doença psiquiátrica”, uma vez que tinha sido examinado recentemente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.