Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Relaxamento, opinião pública, falta de confiança. Razões para a "espiral recessiva" de Otamendi

01 dez, 2020 - 12:15 • Luís Aresta com Redação

O antigo central português João Festas procura explicação, em entrevista a Bola Branca, para o mau momento de Otamendi, cujos erros têm prejudicado o Benfica em vários jogos.

A+ / A-

O antigo central João Festas considera que o mau momento de forma de Nicolás Otamendi no Benfica, marcado por erros em vários jogos, pode ter mais que uma explicação e está a tornar-se uma "espiral recessiva".

Em entrevista a Bola Branca, João Festas salienta que todos os jogadores têm "momentos de maior ou menor confiança". A raiz do mau momento de Otamendi pode ser a própria transferência do Manchester City para o Benfica, devido a relaxamento e/ou pela pressão de ter sido do FC Porto.

"Otamendi poderá eventualmente, e isto é só uma suposição, com a saída do City e a vinda para o Benfica, ter relaxado os níveis emocionais no princípio. Isso pode ter-lhe causado alguns défices em termos de equilíbrios emocionais e os erros começam a aparecer a partir daí. Têm aparecido com alguma frequência e, depois, o problema é que isto é uma espiral recessiva: erro produz erro, falta de confiança produz erro. Até porque a vinda dele para o Benfica não foi muito consensual na opinião pública e isso pode estar, no subconsciente do atleta, a afetar-lhe o rendimento e a propensão para o erro aumenta", observa João Festas.

Otamendi “ofereceu” um golo ao Marítimo, na vitória do Benfica, na Madeira, por 1-2. O central argentino fez um atraso defeituoso para Vlachodimos, que Rodrigo Pinho aproveitou para fazer o primeiro golo da partida, obrigando a equipa de Jorge Jesus a correr atrás do resultado.

Um erro pelo qual Otamendi se desculpou, nas redes sociais, após o jogo: "Desculpa e obrigado são as palavras que levo no final deste jogo. Desculpa a todos os adeptos do Benfica por este início e (...) obrigado aos meus companheiros que estão sempre comigo e me apoiaram do primeiro ao último minuto. Vou trabalhar ainda mais para melhorar."

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.