Tempo
|
A+ / A-

Liga Portugal

Prémios de melhor treinador passam a chamar-se Vítor Oliveira

28 nov, 2020 - 19:09 • Redação

Liga Portugal pretende "imortalizar e homenagear" o treinador português, que morreu, este sábado, aos 67 anos.

A+ / A-

A Liga Portugal anunciou que todos os prémios de melhor treinador, tanto mensais como anuais, passarão a chamar-se Vítor Oliveira, em homenagem ao técnico falecido este sábado.

"Esta é a forma da Liga Portugal imortalizar e homenagear um dos mais carismáticos treinadores do futebol português, modalidade à qual dedicou toda uma vida", explica o organismo, em comunicado.

Vítor Oliveira morreu, este sábado, aos 67 anos. O ex-treinador do Gil Vicente, que atualmente estava sem clube, fazia uma caminhada em Lavra quando teve uma indisposição.

Vítor Oliveira era conhecido como o "Rei das Subidas", por ter levado várias equipas à I Liga durante a carreira. Foram 11 em 18 tentativas: Paços Ferreira (1990/91), Académica (1996/97), União de Leiria (1997/98), Belenenses (1998/99), Leixões (2006/07), Arouca (2012/13), Moreirense (2013/14), União da Madeira (2014/15), Desportivo de Chaves (2015/16), Portimonense (2016/17) e novamente Paços Ferreira (2018/19).

Com mais de 30 anos de carreira, Vítor Oliveira era considerado um dos grandes treinadores portugueses, apesar de nunca ter orientado um grande (FC Porto, Sporting, Benfica). Foi seis vezes campeão da II Liga.

Na temporada passada, Vítor Oliveira levou o Gil Vicente, que subira diretamente do Campeonato de Portugal para a I Liga e tivera de reconstruir o plantel por inteiro, ao 10.º lugar do campeonato.

Em 2002/03, o experiente técnico português conseguiu a melhor classificação da carreira na I Liga. Conduziu a União de Leiria, com jogadores como Helton, Silas ou Hugo Almeida, ao quinto lugar.

Esta época, a cumprir um ano sabático, após deixar o clube de Barcelos, Vítor Oliveira desempenhava o papel de comentador de futebol.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.