Tempo
|
A+ / A-

“Scones, geleia, compotas e biscoitos” no Natal do Convento dos Cardaes

22 nov, 2020 - 08:30 • Liliana Monteiro

Conhecido "brunch" e chá do Convento dos Cardaes foi cancelado, mas está aberta a venda das iguarias produzidas pelas irmãs, utentes (que o espaço acolhe) e voluntários. A instituição quer continuar a ajudar as dezenas de "meninas" que acolhe a “serem felizes”.

A+ / A-

O já conhecido "brunch" e chá que o Convento dos Cardaes, em Lisboa, oferece todos os anos durante a época natalícia não se vão realizar este ano. O modelo é mais simples, mas não menos caloroso, diz a instituição que acolhe dezenas de meninas necessitadas.

“Este ano, tivemos de nos reinventar. A venda de Natal, o chá das cinco e o 'brunch' foram cancelados porque este ano não seria possível. Ou a pessoa durante a semana se dirige ao Convento pela rua do Século, entra pela igreja e pode lá esperar porque tem dimensão que não provoca problemas, e depois vai até à zona onde estão expostos os produtos e sai por outra porta. Ou faz uma encomenda de cestos de Natal, ou vai levantar o pedido durante esse horário, ou até em alguns casos podemos enviar a encomenda feita”, explica Graça Sá Fernandes.

Voluntária há mais de 30 anos, Graça conhece as dezenas de meninas que lá vivem como a palma das suas mãos, assim como as iguarias que lá se produzem e que estão a partir de agora à distância de uma encomenda por telefone ou email.

De 28 de novembro a 20 de dezembro, todos os dias podem ser feitas encomendas ou visitas ao Convento para compra das iguarias há muito conhecidas e que fazem há anos a delicia de muitas famílias. Nos dias úteis das 13h00 às 19h00 e aos fins de semana entre as 9h30 e as 13h00. Nas vésperas de feriados entre as 9h00 e as 15h00.

“Temos uma panóplia de doces e geleias, marmelada e vinagre balsâmico, piripiri, 'chutneys', bolachas e scones fabulosos”, garante a voluntária à Renascença.

A lista de produtos disponíveis pode ser consultada no site do Convento dos Cardaes. “Infelizmente, não é possível realizar o chá. Temos os nossos famosos scones e o que propomos às pessoas é que os comprem, mais a geleia e o chá, e reproduzam o momento do chá em suas casas”, acrescenta.

A verba angariada com as vendas de produtos “será para dar calor e conforto aos novos quartos das nossas meninas. O nosso próximo desafio é a aquisição de painéis solares para aquecimento de águas.

As futuras instalações integram um sistema de aquecimento de água quente para o uso diário na cozinha e nas instalações sanitárias, cuja produção é feita através de um sistema solar térmico com recurso à energia solar e consequente proteção do meio ambiente. O sistema é constituído por vários equipamentos com o custo global de 140.017 €, para os quais se pede a ajuda para a concretização deste desafio”, pode ler-se no site do Convento dos Cardaes.

A utente mais nova da Instituição tem 20 anos e a mais velha perto de 90. “Serão sempre as meninas do convento”, como carinhosamente lhe chamam.

“Para nós são sempre as nossas meninas. Têm capacidades fabulosas, mas têm dificuldades. Tentamos dar-lhes a dignidade de não estarem sentadas numa cadeira, como se estivessem numa casa de família”.

O Convento deixa um apelo à solidariedade. “Sem essas pessoas é impossível sobreviver. Que sejam solidários com a nossa família e que venham pertencer a ela. Não estamos de braços cruzados por isso fazemos estas iniciativas. Este ano sobretudo temos de continuar a ajudá-las a serem felizes”, apela Graça Sá Fernandes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.