Tempo
|
A+ / A-

Eleições EUA

Trump sai se o colégio eleitoral certificar a vitória de Biden

27 nov, 2020 - 00:43 • Redação com agências

No discurso do Dia de Ação de Graças, esta quinta-feira, o presidente cessante dos EUA deu mais um passo para reconhecer a derrota eleitoral, mas não desiste da ideia de que ganhou as eleições disputadas com Joe Biden.

A+ / A-

Donald Trump admitiu, esta quinta-feira, que abandona a Casa Branca se o colégio eleitoral confirmar a vitória do democrata Joe Biden.

“Será um erro”, contrapõe o presidente ainda em funções, que insiste que venceu as presidenciais de 3 de novembro por uma larga margem, mas dando sinais de que a transição de poder será pacífica.

Contudo, Trump continua a tentar reverter os resultados em estados como a Pensilvânia e o Michigan, depois de no início da semana a Administração dos Serviços Gerais ter enviado uma carta a Joe Biden, informando o Presidente eleito de que a administração em funções autorizou o processo formal de transição.

"Claro que sairei, e vocês sabem isso", respondeu Donald Trump numa videoconferência às tropas norte-americanas para assinalar o feriado de Ação de Graças, onde Donald Trump admitiu que a entrega das vacinas para a Covid-19 no país deverá acontecer na próxima semana.

Os eleitores do colégio eleitoral votam no dia 14 de dezembro e os resultados de cada estado têm de ser recebidos pelo presidente do Senado até 23 de dezembro.

Joe Biden, o Presidente eleito que deverá tomar posse a 20 de janeiro do próximo ano, obteve 306 votos eleitorais, contra 232 para o republicano Donald Trump.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.