Tempo
|
A+ / A-

​Domingos Paciência recorda Reinaldo Teles. “Um homem bom e um dirigente exemplar”

25 nov, 2020 - 16:49 • Pedro Azevedo

Antigo avançado do FC Porto evoca a memória do dirigente que faleceu aos 70 anos de idade, vítima de Covid-19.

A+ / A-

Domingos Paciência, antigo jogador do FC Porto, recorda Reinaldo Teles como um "homem bom e um dirigente exemplar". O dirigente morreu esta quarta-feira, vítima de covid-19 e deixou o FC Porto e o futebol português de luto.

Em declarações a Bola Branca, Domingos evoca a memória do dirigente com quem lidou durante muitos anos.

“Era um homem bom e estável. Nunca procurou o conflito, mas sempre a paz. Entre os jogadores era apelidado por 'chefinho', pelo carinho que sempre nos transmitiu ajudando-nos de forma muito importante nas carreiras. Não é fácil para encontrar palavras pelo sentimento que tenho por Reinaldo Teles. Teve uma postura e forma de estar na vida exemplar", diz o treinador e atual comentador da Renascença.

Domingos conheceu Reinaldo Teles aos 18 anos, no início da sua carreira e sublinha que foi um dirigente que o marcou muito.

"Vai deixar saudades pelo que fez e pela forma como esteve na vida e ajudou o FC Porto. Marcou-me muito e ajudou-me pelos bons conselhos que me deu. Que descanse em paz e à família enlutada, desejo muita força porque perderam um ser humano fantástico e uma pessoa que caminhou na vida sem nunca procurar o protagonismo e a visibilidade pública. Foi isso que fez dele um grande homem”, realça Domingos Paciência.

Reinaldo Teles era o homem de confiança de Pinto da Costa, tendo exercido desde 1988 o cardo de vice-presidente para o futebol profissional ficando ligados a vários títulos nacionais e internacionais.

Recebeu o Dragão de Ouro para dirigente do ano em 1989 e o Dragão de Honra em 1998. Em 1994 foi distinguido pela Assembleia Geral do clube azul e branco, como Sócio Honorário.

Domingos Paciência, antigo jogador do FC Porto, fala de “um dia triste para todos os que tiveram a oportunidade de conhecer e conviver com Reinaldo Teles”.

Reinaldo Teles era administrador não-executivo da SAD do FC Porto e morreu, esta quarta-feira, aos 70 anos, vítima de Covid-19.

O antigo vice-presidente do FC Porto tinha dado entrada na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto, devido a complicações resultantes de infeção pelo novo coronavírus. Ao fim de cerca de um mês de internamento, Reinaldo Teles acabou por sucumbir à doença.

Devido à idade e por ter historial de problemas cardíacos, o histórico dirigente do FC Porto fazia parte do grupo de risco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.