Tempo
|
A+ / A-

Covid-19 em Portugal: Segundo dia com mais mortes (85) e menor número de casos em quase duas semanas

24 nov, 2020 - 14:13 • Redação

Nas últimas 24 horas, recuperaram da doença 7.406 pessoas. O número de doentes internados com Covid-19 nos hospitais portugueses continua a atingir novos máximos. Esta terça-feira foi ultrapassada a barreira das quatro mil mortes desde o início da pandemia.

A+ / A-

Veja também:


Foram registados nas últimas 24 horas mais 85 mortes e 3.919 casos de Covid-19 em Portugal, indica o boletim epidemiológico revelado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

É o segundo dia com mais óbitos - o máximo são 91 mortes no início do mês. Em relação ao número de novas infeções, é o valor diário mais baixo em quase duas semanas, desde 10 de novembro.

Desde a chegada da pandemia ao país, no início de março, estão confirmadas 4.056 mortes e mais de 268 mil casos da doença provocada pelo novo coronavírus.

O número de doentes internados com Covid-19 nos hospitais portugueses continua a atingir novos máximos. Há agora 3.275 pessoas internadas, mais 34 do que no dia anterior. Destes, 506 estão em cuidados intensivos, uma subida de oito casos.

Os doentes internados em cuidados intensivos têm vindo a aumentar desde o dia 7 de setembro, quando estavam nestas unidades 49 pessoas.

Nas últimas 24 horas, recuperaram da doença 7.406 pessoas. É um novo máximo desde o início da pandemia.


Há menos 3.572 casos ativos de Covid-19 em Portugal, num total de 80.432.

Em contato de vigilância estão mais 135 pessoas, num universo de mais de 82 mil indivíduos.

Numa análise por regiões, o Norte tem esta terça-feira mais 2.284 casos e 50 mortes, seguido de Lisboa e Vale do Tejo com 1.018 novas infeções e 20 óbitos.

A região Centro tem mais 446 casos e 12 mortes, o Alentejo 83 casos e três mortes, o Algarve mais 65 casos, os Açores 18 e a Madeira cinco.

Portugal entrou, nesta terça-feira e por mais 15 dias, em mais um estado de emergência. O quinto desde março. Saiba aqui o que muda.

De acordo com a informação avançada na segunda-feira, Lousada, Paços de Ferreira, Vizela, Guimarães, Freixo de Espada à Cinta, Felgueiras, Penafiel e Fafe são os municípios portugueses com maior incidência cumulativa de infeção pelo novo coronavírus.

Todos estes concelhos integram a lista de risco extremo, que soma 47 municípios.

De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, 206 concelhos registam um aumento de incidência. Celorico da Beira (+1.285), Portalegre (+1.064), Crato (+958), Freixo de Espada à Cinta (+789) e Vila do Conde (+740) apresentam a maior variação, face aos dados divulgados na passada segunda-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Afonso Gonçalves
    25 nov, 2020 Lisboa 16:09
    Escrevem "contato de vigilância " Isso quer dizer o quê? É português, ou coisa parecida?