Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

​Colégios podem dar aulas online nas segundas que as escolas estão fechadas

24 nov, 2020 - 10:50 • Fátima Casanova , Cristina Nascimento

Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo entende que a suspensão do funcionamento físico das escolas não pode “pôr em causa a liberdade de organização de cada estabelecimento de ensino".

A+ / A-

Veja também:


Os colégios privados que assim o entenderem podem dar aulas à distância nas segundas-feiras 30 de novembro e 7 de dezembro, dias em que o Governo decidiu fechar as escolas. É este o entendimento da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP).

“Há uma intenção para o combate à pandemia que o país esteja o mais parado possível durante estes dois fins de semana compridos e nessa medida, evidentemente, os estabelecimentos de ensino particular e cooperativo vão cumprir o que está determinado, contribuir para esta luta coletiva e, portanto, não haverá atividades presenciais nas segundas-feiras. Quem o deseje, na sua liberdade, organiza-se para atividades não presenciais”, diz à Renascença o diretor executivo da associação Rodrigo Queiróz e Melo.

A associação entende que a suspensão do funcionamento físico das escolas não pode “pôr em causa a liberdade de organização de cada estabelecimento de ensino e de cada comunidade educativa” e que caberá a cada uma “decidir se tem interesse, oportunidade e condições para, nas pontes dos feriados, ministrar algum tipo de atividade letiva à distância”.

A associação garante que tem recebido “inúmeros pedidos de apoio por parte dos Colégios e a todos tem esclarecido que a escola tem que encerrar fisicamente nas pontes dos feriados de dias 1 e 8 de dezembro, mas que não existe qualquer impedimento a que cada escola se organize livremente para desenvolver atividades à distância”.

Nesta terça-feira, entra em vigor mais um estado de emergência, que vai vigorar até dia 8 de dezembro.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.388.590 mortos resultantes de mais de 58,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.