Tempo
|
A+ / A-

Vanessa Marques. Portugal tem de evitar erros para estar no Euro 2022

24 nov, 2020 - 19:16 • Redação com Lusa

A internacional portuguesa lembra que a seleção tem quatro finais para ganhar, a começar pela Escócia e pela Albânia.

A+ / A-

Vanessa Marques avisou, esta terça-feira, que a seleção nacional não pode perder a concentração no duplo compromisso com Escócia e Albânia, a contar para a fase de qualificação para o Euro 2022.

Em entrevista à Lusa, a médio do Ferencváros sublinha que Portugal terá de "cometer o menor número de erros possível", pois qualquer deslize "pode ser fatal nas contas finais".

“Todos os jogos vão ser decisivos. Temos quatro jogos, são quatro finais que temos de encarar. O primeiro adversário vai ser a Escócia e vamos entrar na máxima força para ganhar. A seguir, vai ser a Albânia e temos de ganhar novamente. Nada faz sentido se perdermos com uma dessas seleções e não continuarmos na luta pelos nossos objetivos”, afirma.

Portugal conseguiu a sua primeira vitória de sempre em fases finais diante da Escócia, no Euro 2017. Vanessa Marques, que foi titular no triunfo por 2-1, salienta que "cada jogo é um jogo", pelo que a seleção nacional não pode "esperar uma Escócia igual".

Vanessa Marques está de volta à seleção, após ter estado infetada com covid-19, que a afastou dos relvados entre dois e três meses.

A goleadora, de 24 anos, assumiu que “sabe sempre bem estar de volta a casa” e que o ambiente “tem sido muito acolhedor” entre o grupo, concentrado na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Cumprido objetivo de jogar no estrangeiro


A viver a sua primeira experiência fora de Portugal, ao serviço das húngaras do Ferencváros, depois de quatro épocas no Sporting de Braga, Vanessa Marques contou que “tem sido uma experiência muito positiva”. Está a cumprir um objetivo de “experimentar outra realidade”.

“Acho que cada atleta, indo para fora, consegue adquirir outras competências e, nesse sentido, quero aprender ao máximo enquanto estiver na Hungria, tanto com as minhas colegas, como com treinadores. É uma experiência que enriquece tanto a nível profissional como pessoal”, expressou.

Portugal recebe a Escócia (19h00), em 27 de novembro, e a Albânia (17h45), a 1 de dezembro, com ambos os jogos agendados para o Estádio do Restelo, em Lisboa.

No grupo 3 da qualificação, Portugal é segundo classificado, com 10 pontos, menos três do que a líder Finlândia, que tem mais um jogo disputado, enquanto a Escócia é terceira, com nove pontos e também menos um jogo, a Albânia quarta (três pontos) e o Chipre quinto (zero).

Apuram-se para a fase final, em Inglaterra, os vencedores de cada grupo mais os três segundos classificados com melhores resultados face ao primeiro, terceiro, quarto e quinto no seu grupo. Os restantes segundos vão disputar um "play-off", em data a definir.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.