Tempo
|
A+ / A-

Há sete anos que se não reformavam tantos professores

23 nov, 2020 - 09:45 • Fátima Casanova

Saídas que não estão a ser compensadas com novas entradas.

A+ / A-

Este ano passaram à reforma 1.649 professores, sendo o valor mais alto desde 2013.

Pelas contas feitas pelo blogue especializado em educação, do professor Arlindo Ferreira, no próximo ano devem sair do sistema mais 2.067 docentes e os valores das previsões vão crescer anualmente, pelo menos, até 2023.

Saídas que não estão a ser compensadas com novas entradas.

Dois meses e meio depois do início do ano letivo, ainda há milhares de alunos sem aulas a várias disciplinas. Esta semana foram colocados mais 548 professores, mas continuam a faltar a físico-química, informática e inglês em muitas escolas no Algarve e na Grande Lisboa.

O sindicato de professores STOP marcou uma greve de uma semana entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro. Um protesto contra a falta de segurança sanitária nas escolas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Petervlg
    23 nov, 2020 Trofa 14:34
    Devemos agradecer ao PS, desde Maria Lurdes Rodrigues, quando começou a descartar a carreira de professor
  • Professor
    23 nov, 2020 à espera da reforma 11:39
    E só vai piorar, pois a profissão, com desconsiderações, congelamentos, salários irrisórios em princípio de carreira e para os anos a seguir, 20 anos de casa às costas antes de efetivar se é que isso vai acontecer, e com certos comentaristas obtusos e de postura anti-professor- mas com tantas sinecuras que nem se sabe qual é mesmo o verdadeiro emprego deles, entre tantos - a classificarem publicamente os professores como "os inúteis mais bem pagos do País", sem levarem um murro nas trombas logo a seguir, é apenas lógico que o pessoal jovem ao ouvir falar em ser professor, os mande meter o emprego, sabem onde ...

Destaques V+