Tempo
|
A+ / A-

"Tornamo-nos naquilo que escolhemos, tanto no bem como no mal", disse o Papa na entrega dos símbolos da JMJ

22 nov, 2020 - 08:37 • Aura Miguel , Inês Rocha (fotografia)

O Papa entregou este domingo a uma delegação portuguesa, na Basílica de São Pedro, a Cruz da Jornada Mundial da Juventude, cuja próxima edição internacional decorre em Lisboa, em 2023.

A+ / A-
"Foi inesquecível". Jovens portugueses recebidos pelo Papa no Vaticano
"Foi inesquecível". Jovens portugueses recebidos pelo Papa no Vaticano

A cerimónia decorreu perante representantes das dioceses de Portugal e do Panamá, que acolheu a JMJ em 2019. O Papa entregou hoje a uma delegação portuguesa, na Basílica de São Pedro, a Cruz da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), cuja próxima edição internacional decorre em Lisboa, em 2023.


Aos jovens, o Papa apelou que rejeitem uma mentalidade consumista e o pensamento dominante. Na homilia da Missa da Solenidade de Cristo Rei, Francisco pediu também para que se renuncie às aparências e exibição.

"Há a febre de consumir, que narcotiza o coração com coisas supérfluas. Há a obsessão pelo divertimento, que parece a única via para escapar dos problemas, quando, ao invés, é apenas um adiamento do problema. Há a fixação nos próprios direitos a reivindicar, esquecendo o dever de ajudar. Sobretudo hoje, escolher é não se fazer domesticar pela homologação, é não se deixar anestesiar pelos mecanismos do consumo, que desativam a originalidade, é saber renunciar às aparências e à exibição", disse Francisco.


Na celebração, que contou com a presença da delegação portuguesa que recebeu os símbolos da Jornada Mundial da Juventude, o Papa lembrou que as escolhas definem o que se são.

"Tornamo-nos naquilo que escolhemos, tanto no bem como no mal. Se escolhemos roubar, tornamo-nos ladrões. Se escolhemos pensar em nós mesmos, tornamo-nos egoístas. Se escolhemos odiar, tornamo-nos furiosos. Se escolhemos passar horas no telemóvel, tornamo-nos dependentes. Mas, se escolhermos Deus, vamo-nos tornando dia a dia mais amáveis e, se optarmos por amar, tornamo-nos felizes", alertou o Papa, ao direcionar a sua mensagem à população jovem.


"Se olharmos dentro de nós, veremos que muitas vezes surgem aí duas perguntas diferentes. A primeira: o que me apetece fazer? É uma pergunta que engana frequentemente, porque insinua que o importante é pensar em si mesmo e satisfazer todos os desejos e impulsos que me vêm. Mas a pergunta que o Espírito Santo sugere ao coração é outra: não aquilo que te apetece, mas aquilo que te faz bem", questionou Francisco.

"Passados trinta e cinco anos da instituição da JMJ, depois de ter ouvido o parecer de várias pessoas e o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, que é competente no que se refere à pastoral juvenil, decidi transferir, a partir do próximo ano, a celebração diocesana da JMJ do Domingo de Ramos para o Domingo de Cristo Rei. No centro, continua a estar o Mistério de Jesus Cristo Redentor do homem, como sempre destacou São João Paulo II, iniciador e patrono da JMJ", disse por último.

A comitiva portuguesa levou consigo uma carta do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para entregar ao Papa.O grupo integra dez representantes de diversas dioceses nacionais e elementos da organização da Jornada Mundial da Juventude 2023.

A passagem dos símbolos da JMJ do Panamá, que recebeu a edição internacional de 2019, para a capital portuguesa, que recebe a edição no verão de 2023, decorreu na Basílica de São Pedro, no final da Missa presidida pelo Papa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria Sunamita Silva
    22 nov, 2020 Guimarães 14:37
    Foi com grande emoção ver a passagem da Cruz peregrina e a imagem de Nossa Senhora.O nosso símbolo foi obra do Espírito Santo,muito singela e significativa.Deus abençoe todos que vão fazer parte da equipe.