Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

Região Autónoma dos Açores com 25 casos novos

22 nov, 2020 - 22:25 • Lusa

Desde o início da pandemia de Covid-19 registaram-se nos Açores 796 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando neste momento ativos 310 casos positivos.

A+ / A-

Veja também:


A Região Autónoma dos Açores registou 25 novos casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, dos quais 18 na ilha de São Miguel e sete na ilha Terceira, segundo a Autoridade de Saúde Regional.

De acordo com uma nota da Autoridade de Saúde, desde o início da pandemia de Covid-19 registaram-se nos Açores 796 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando neste momento ativos 310 casos positivos: 243 em São Miguel, 62 na ilha Terceira, dois na ilha de São Jorge e três no Faial.

Já recuperaram 392 pessoas, duas nas últimas 24 horas, na ilha Terceira.

Existem atualmente 26 cadeiras de transmissão ativas: 19 na ilha de São Miguel, cinco na ilha Terceira, uma na ilha de São Jorge e outra partilhada entre as ilhas de São Miguel e de São Jorge.

Em São Miguel foram detetadas cinco novas cadeias de transmissão, no âmbito das quais foram diagnosticadas quatro mulheres, com idades entre os 27 e os 62 anos, e três homens, entre os 14 e os 57 anos.

De acordo com a Autoridade de Saúde Regional, no decurso da investigação de uma cadeira de transmissão associada a uma creche em Ponta Delgada (São Miguel), que tinha sido reportada no sábado, foram detetados dois casos positivos, uma mulher de 20 anos e um bebé de cinco meses.

Na ilha Terceira, foram detetados quatro casos positivos (três mulheres e um homem) relacionados com uma cadeia de transmissão associada a um restaurante na freguesia de São Mateus.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.381.915 mortos resultantes de mais de 58,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.897 pessoas dos 260.758 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.