Tempo
|
A+ / A-

JMJ 2023. "Levantar-se para acudir as vítimas da crise", o desafio do presidente da CEP aos jovens portugueses

21 nov, 2020 - 11:34

Presidente da Conferência Episcopal, D. José Ornelas, enviou mensagem à delegação que vai receber símbolos das Jornadas Mundiais, em Roma.

A+ / A-

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) desafia os jovens católicos a uma mobilização solidária perante a crise provocada pela pandemia de Covid-19.

“Levantar-se para acudir, agora, as vítimas da crise. Levantar-se para superar as dificuldades, Levantar-se para um mundo mais humano e fraterno aberto ao mundo novo que o Senhor nos dá”, apela D. José Ornelas, numa mensagem enviada à delegação que vai receber, este domingo, no Vaticano, os símbolos - Cruz peregrina e ícone de Nossa Senhora - da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

O grupo, com representantes das dioceses portuguesas e da organização da JMJ 2023, que vai decorrer em Lisboa, chegou a Roma esta sexta-feira.

O presidente da CEP alude, na sua mensagem, ao tema da próxima edição internacional da JMJ, a primeira a decorrer em território português: ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39)”, uma passagem do Evangelho de São Lucas (Lc 1, 39) relativa à visita da Virgem Maria à sua prima, Santa Isabel, mãe de São João Batista.

“Acompanho também a vossa viagem a Roma, para receber os símbolos da JMJ. As minhas saudações fraternas a todos os que participam nesta ‘embaixada’ de jovens cristãos, que procuram fazer destes símbolos uma vontade de colaborar na construção de um mundo melhor. Que seja, a partir da crise, um sinal de esperança”, escreveu o bispo de Setúbal.

“Os meus cumprimentos ao Papa Francisco. Esperamos por ele aqui, para a Jornada”, acrescentou.

A passagem dos símbolos da JMJ do Panamá, que recebeu a edição internacional de 2019, para a capital portuguesa, que recebe a edição no verão de 2023, vai acontecer este domingo, na Basílica de São Pedro, no final da Missa presidida pelo Papa, às 10h00 (hora local, menos uma em Lisboa), com transmissão "online".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.