Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

França regista 276 mortes e redução de entradas nos cuidados intensivos

21 nov, 2020 - 20:56 • Lusa

Segundo dados da agência sanitária francesa (SpF), o número total de vítimas mortais pelo novo coronavírus eleva-se agora para 48.518.

A+ / A-

Veja também:


França registou este sábado 276 vítimas mortais, menos 110 que na véspera, tendo dado entrada nos cuidados intensivos 220 pessoas, menos 44 que sexta-feira.

Segundo dados da agência sanitária francesa (SpF), o número total de vítimas mortais pelo novo coronavírus eleva-se agora para 48.518.

Numa altura em que a segunda vaga está em queda, esta agência apela a todos os franceses para continuarem vigilantes, contribuindo assim para a diminuição da sobrelotação hospitalar.

Os cuidados intensivos registavam este sábado e 4.493 pessoas, 220 das quais novas admissões, um número que continua a cair pelo quinto dia consecutivo.

Na sexta-feira estas unidades tinham 4.566 pacientes, contando com as 264 admissões desse dia.

No total, 31.365 pessoas portadoras do novo coronavírus estão hospitalizadas (independentemente da gravidade do quadro clínico) face às 31.875 de sexta-feira.

Na mesma linha, a taxa de positividade (proporção do número de pessoas positivas em relação ao número total de pessoas testadas) continua em queda, registando hoje 14,8%, menos 0,2% que na véspera.

De realçar também melhorias na quantidade de novos casos. Este sábado foram registados 17.881 novos infetados. Na sexta-feira foram quase 23 mil.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.373.381 mortos resultantes de mais de 57,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.