Tempo
|
A+ / A-

Empresário de Ovar detido por abuso sexual de crianças e pornografia de menores

20 nov, 2020 - 13:10 • Lusa

A PJ avança que o homem foi detido pela presumível autoria de crimes de perseguição, abuso sexual de crianças e pornografia de menores, ocorridos desde junho do ano passado, com utilização de plataformas informáticas.

A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um empresário, de 58 anos, de Ovar, que terá incentivado um menor a enviar-lhe fotos em tronco nu.

Em comunicado, a PJ esclarece que o homem foi detido pela presumível autoria de crimes de perseguição, abuso sexual de crianças e pornografia de menores, ocorridos desde junho do ano passado, com utilização de plataformas informáticas.

“A investigação teve início numa denúncia apresentada pelos progenitores da criança pelo facto de esta estar a ser perseguida e coagida por um indivíduo com quem se relacionou através das redes sociais”, refere a mesma nota.

Os investigadores apuraram que o menor, quando tinha apenas 13 anos, foi abordado nas redes sociais pelo arguido que o incentivou a enviar-lhe “imagens desnudado”, o que acabou por fazer. Posteriormente, este indivíduo terá submetido o menor à visualização do próprio em atos sexuais.

Atualmente, ainda de acordo com a PJ, o arguido “vinha pressionando o menor e ameaçando-o com a exposição das imagens que este lhe tinha enviado”.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.