Tempo
|
A+ / A-

Marcelo confirma que vai propor renovação do estado de emergência

19 nov, 2020 - 14:37 • Cristina Nascimento

"Estamos perante um desafio que não termina nos próximos 15 dias", acrescentou o Presidente da República, abrindo porta a mais renovações.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente da República anunciou que vai enviar para o Parlamento o pedido de renovação do estado de emergência. Marcelo Rebelo de Sousa falava à saída da reunião de especialistas no auditorio do INFARMED.

"Enviarei ainda esta tarde para a Assembleia da República - tendo em conta o que ouvi aos partidos políticos, o que ouvimos todos aos especialistas, o parecer do Governo - o diploma para ser votado amanhã [sexta-feira]", anunciou Marcelo Rebelo de Sousa.

"É necessário renovar o estado de emergência", afirmou o Chefe do Estado, depois de ter ouvido os diferentes especialistas, abrindo porta ainda a outras renovações.

"Estamos perante um desafio que não termina nos próximos 15 dias", acrescentou.

O Presidente apelou ainda aos portugueses para que cumpram as medidas preventivas que estão ao alcance de todos. "A prevenção é essencial e começa em cada um de nós", disse, acrescentando que "o uso da máscara nos contactos sociais é, obviamente, fundamental".

Ainda assim deixou claro que "os portugueses têm sido exemplares na adoção das medidas" que têm sido impostas.

Marcelo Rebelo de Sousa disse também que, de acordo com os especialias, as escolas não evidenciam um nexo entre ensino presencial e aumento das infecções e que isso deve ser tomado em conta pelo Governo na definição de medidas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.