Tempo
|
A+ / A-

Pandemia de Covid-19

Cruz Vermelha Portuguesa vai receber 10 milhões de euros da UE para testes rápidos

19 nov, 2020 - 20:01 • Lusa

Este apoio está integrado num montante total de 35,5 milhões de euros atribuído pela Comissão Europeia à Cruz Vermelha para investir em sete países para aumentar a capacidade de testagem à Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) anunciou esta quinta-feira que vai receber 10 milhões de euros da União Europeia para comprar testes rápidos de diagnóstico da Covid-19 e material médico no âmbito de um apoio da União Europeia.

Este apoio está integrado num montante total de 35,5 milhões de euros atribuído pela Comissão Europeia à Cruz Vermelha para investir em sete países para aumentar a capacidade de testagem à Covid-19.

Em comunicado, a CVP refere que a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC) assinou um acordo com a Comissão Europeia, financiado pelo Instrumento de Apoio a Emergências (ESI), para aumentar o número de testes de diagnóstico da Covid-19 que vão ser realizados pelas sociedades nacionais da Cruz Vermelha de Portugal, Áustria, Alemanha, Grécia, Itália, Malta e Espanha.

A CVP precisa que, em toda a Europa, as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho estão a apoiar os sistemas nacionais de saúde no controlo e prevenção da pandemia.

Segundo a CVP, o financiamento da Comissão Europeia vai apoiar “a formação de técnicos e permitirá o acesso a equipamento, materiais médicos e testes rápidos de antigénio para apoio ao trabalho das autoridades de saúde nacionais”.

Citada no comunicado, a diretora regional da IFRC para a Europa, Birgitte Ebbesen, disse que centenas de milhares de voluntários da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho na Europa e na Ásia Central estão a trabalhar incansavelmente para conter a propagação da pandemia.

O presidente da CVP, Francisco George, reforçou a importância deste apoio na sociedade portuguesa.

“À Cruz Vermelha Portuguesa foi atribuída a verba de 10 milhões de euros, de um montante total de 35,5 milhões, o que representa uma grande ajuda para as respostas de controlo e prevenção da Pandemia. Com este apoio vamos continuar a apoiar o Estado, as portuguesas e os portugueses”, refere Francisco George.

A CVP salienta ainda que a verba servirá para comprar testes rápidos, material médico e para apoio à operacionalização de novas estruturas para garantir que mais pessoas são testadas em menor espaço de tempo.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.350.275 mortos resultantes de mais de 56,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.701 pessoas dos 243.009 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+