Tempo
|
A+ / A-

Seleção nacional

​Ricardo: "Só quem tem má fé pode pôr em causa o trabalho de Fernando Santos"

17 nov, 2020 - 12:45 • José Barata

O antigo guarda-redes internacional português considera que derrota com a França não pode beliscar o trabalho da seleção. Ricardo garante que Portugal vai jogar para vencer contra a Croácia, "como sempre".

A+ / A-

Ricardo, antigo guarda-redes internacional português, considera que derrota com a França não pode beliscar o trabalho da seleção e garante que Portugal vai jogar como sempre contra a Croáciua: para ganhar.

Portugal defronta a Croácia esta terça-feira, mas apenas para cumprir calendário na fase de apuramento da Liga das Nações. Depois de derrota com a França, a seleção portuguesa ficou afastada pela primeira vez nos últimos anos de uma fase final de uma competição, algo que na opinião de Ricardo deve ser entendido como normal, porque há seleções de valor igual ou superior ao de Portugal.

Em entrevista a Bola Branca, o antigo internacional português diz que só quem tem más intenções pode colocar em causa o trabalho de Fernando Santos e dos jogadores, acrescentando que quem o faz ainda baterá palmas à seleção quando os sucessos regressarem.

“Quando se está num processo de tantos anos de crescimento, se uma derrota ou um afastamento de alguma coisa possa pôr em causa o que tem sido feito até agora, algo está mal. Só pode haver muita má fé para pôr em causa o trabalho da seleção. Isto não é computador, temos de ter a clarividência de ver que os outros em determinado jogo foram melhores que nós. Há jogos bons e maus para toda a gente. Vamos canalizar a nossa tristeza para coisas boas que virão no futuro, e cá estaremos para ver esses velhos do Restelo a voltarem a bater palmas”, afirma.

Quanto ao jogo contra a Croácia, Ricardo garante que Portugal vai jogar para ganhar, sublinhando que não é só por uma questão de honra depois da derrota com a França, porque os jogadores têm em todos os jogos, sempre orgulho em vestir a camisola da seleção.

“Portugal não é só hoje que vai jogar para ganhar e para defender a honra, é sempre. O orgulho e a maneira de ser nossa seleção e a história a isso obriga. Os profissionais que estão ao serviço da seleção lutam sempre pela vitória", diz, antes de continuar.

"Infelizmente vamos jogar um encontro que já não nos pode apurar para a fase final da Liga das Nações. Por um lado é um bom sinal, mostra que temos estado sempres nas fases finais de todas competições, mas por outro lado serve também para as pessoas terem a consciência de que se trata de uma competição e que perdemos para a campeã do mundo, e saberem que há outras seleções que são tão boas ou melhores do que nós”, sublinha.

Finalmente, Ricardo considera que a eliminação da Liga das Nações não belisca em nada os objetivos da seleção no Campeonato da Europa, recordando que a derrota com a França aconteceu perante um dos candidatos ao título, tal como Portugal.

“Estamos a falar de Portugal e França, que são duas das mais fortes candidatas a ganhar o próximo Europeu, e com a Espanha e com a Itália são os crónicos candidatos. Todos nós ficámos tristes de não termos conseguido ir a mais uma fase final, mas isso não belisca em nada a nossa qualidade, porque os jogadores de ontem são os mesmos de hoje e serão os mesmos de amanhã, por isso não se pode pôr em causa a ambição da Portugal, a única coisa que se pode pôr em causa tem sido o trabalho destes atletas”; conclui.

O Croácia-Portugal começa às 19h45 tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.