Tempo
|
A+ / A-

Bragança-Miranda. Diocese assenta plano pastoral numa evangelização ousada e criativa

16 nov, 2020 - 10:31 • Olímpia Mairos

Diocese abre ano litúrgico-pastoral na catedral. ‘Uma Igreja serva que educa, celebra e festeja’ é o lema para o triénio 2020-2023.

A+ / A-

A catedral de Bragança vai acolher no próximo dia 28 de novembro, véspera do I Domingo do Advento, a cerimónia de abertura do novo ano litúrgico-pastoral. O momento servirá também para apresentar o projeto pastoral da diocese para o triénio de 2020-2023.

Assente no tema “Uma Igreja serva que educa, celebra e festeja”, o projeto pastoral “é orientado, iluminado e concretizado com a Jornada Mundial da Juventude que se realiza em Portugal, em 2023”, explica o padre José Bento Soares.

De acordo com o Vigário Episcopal para a Ação Pastoral, com o novo ano litúrgico e pastoral, a diocese transmontana “desafia-se a iniciar o caminho na fé da Igreja, tendo por base a missão: Igreja é Missão, sendo uma Igreja serva, que educa, celebra e festeja”.

“Queremos ter a ousadia e a criatividade pastoral de repensar objetivos, estruturas, estilo e métodos evangelizadores”, afirma o padre José Bento, clarificando que o objetivo surge em linha com Exortação Apostólica, Evangelli Guadium, do Papa Francisco, em que o Santo Padre incita a “uma renovação eclesial inadiável” e expressa o “sonho com uma opção missionária capaz de transformar tudo para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda estrutura eclesial se tornem um canal, proporcionado mais à evangelização do mundo atual que à autopreservação”.

Segundo o sacerdote, no primeiro ano do novo itinerário, pretende sublinhar uma “Igreja Una e Santa, onde os destinatários preferenciais serão as crianças”.

Cerimónia com convidados e medidas restritas

Devido à pandemia da Covid-19, a abertura do Ano Litúrgico-Pastoral está limitada a um número restrito de participantes, previamente convidados, nomeadamente membros conselheiros do Conselho Pastoral Diocesano, clero, conferencistas e um representante de cada congregação, secretariado, serviço e comissão diocesana.

Neste contexto, indica o Secretariado das Comunicações Sociais da Diocese de Bragança-Miranda, “será implementado o plano de prevenção e segurança em vigor na Catedral, nomeadamente com a presença de equipas de acolhimento à entrada para avaliação da temperatura corporal e desinfeção das mãos.

Durante toda a iniciativa é obrigatório o uso de máscara e será assegurado o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde.

Ao contrário do que é habitual, este ano não estão contemplados momentos de convívio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+