Tempo
|
A+ / A-

Hamilton pode igualar recorde de títulos mundiais de Fórmula 1 de Schumacher na Turquia

12 nov, 2020 - 11:16 • Redação com Lusa

A quatro provas do final, o piloto britânico, que persegue o sétimo título, tem 85 pontos de vantagem sobre Valtteri Bottas.

A+ / A-

Lewis Hamilton precisa apenas de terminar o Grande Prémio da Turquia à frente do finlandês Valtteri Bottas para se sagrar campeão do mundo de Fórmula 1 pela sétima vez e igualar o recorde de Michael Schumacher.

A quatro provas do final e com 104 pontos em disputa, o piloto britânico da Mercedes tem 85 de vantagem sobre o companheiro de equipa e pode igualar o recorde de sete títulos de Schumacher, que já não corre.

Hamilton assegura o título se vencer a prova. No entanto, se não for o primeiro a cruzar a meta, também pode revalidar o título.

Se for segundo na corrida e fizer a volta mais rápida (vale um ponto extra), o inglês, de 35 anos, também assegurará o heptacampeonato. No caso de Bottas não ganhar a corrida, bastará a Hamilton ser quarto. Se o finlandês for apenas terceiro, serve a Hamilton ser quinto classificado. Caso os dois desistam, Hamilton será igualmente campeão.

A única forma de Bottas impedir que o companheiro de equipa faça já a festa é ganhar-lhe, pelo menos, oito pontos no fim de semana.

O GP da Turquia será a 14.ª de 17 provas previstas no calendário reformulado do Mundial de Fórmula 1 devido à pandemia da Covid-19.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.