PRESIDENCIAIS EUA

Trump tem um "exército" a postos caso não vença. O perigo das milícias armadas nos EUA

03 nov, 2020 - 20:57 • Inês Rocha

A narrativa do "exército pró-Trump", usada na campanha eleitoral do Presidente norte-americano, encontrou eco em milícias armadas e outros grupos de extrema-direita. Ao longo da campanha, Trump nunca os condenou publicamente. Numa eleição em que o resultado pode permanecer incerto durante vários dias, muitos receiam que o país dividido parta para a violência.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.