Tempo
|
A+ / A-

Bragança. Equipas especializadas vão fazer colheitas para diagnóstico da Covid-19 em todos os concelhos

03 nov, 2020 - 12:42 • Olímpia Mairos

Tendo em conta a dispersão geográfica, a medida visa uma maior proximidade à população, numa altura em que se prevê um aumento significativo de testes.

A+ / A-

Veja também:


A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste está a efetuar as colheitas para deteção da infeção por SARS-CoV-2, o vírus que provoca a Covid-19, em todos os concelhos do distrito de Bragança.

“Tendo em conta a dispersão geográfica e prevendo-se um aumento significativo de testes durante a época outono/inverno, foram implementadas áreas de colheita em todos os municípios do Nordeste Transmontano, com equipas especializadas, numa ótica de proximidade com a população”, explica a ULS em comunicado.

Aos novos espaços, que “salvaguardam todas as condições de segurança para a execução dos procedimentos”, podem deslocar-se os utentes previamente referenciados para a realização de teste de despiste à Covid-19.

As novas áreas de colheita descentralizadas funcionam em complemento aos “Covidrives” que a ULS do Nordeste instalou com o apoio das autarquias, em Macedo de Cavaleiros, no recinto da Feira de S. Pedro, em Mirandela, nas instalações da Reginorde e em Bragança, na Av. Dom Sancho I, junto ao Pavilhão Municipal Arnaldo Pereira.

A ULS do Nordeste assinala que, desta forma, reforça os serviços de proximidade na comunidade, de modo a evitar a deslocação de utentes que necessitem de efetuar o teste de despiste da nova doença.

A medida integra o Plano para o Outono/Inverno do Departamento de Cuidados de Saúde Primários da ULS do Nordeste, que, no seguimento das orientações do Ministério da Saúde e da Direção-Geral da Saúde, “tem vindo a aumentar o número de consultas nos Centros de Saúde do distrito de Bragança”.

“As equipas dos Cuidados de Saúde Primários articulam o atendimento presencial com o atendimento não presencial e com as visitas ao domicílio, dando resposta às necessidades dos utentes e garantindo o seu acompanhamento, através da prestação de cuidados de saúde de proximidade e em segurança”, explica a ULS do Nordeste.

A unidade de saúde indica ainda que foram “estipuladas boas práticas ao nível da assistência clínica em si, bem como ao nível da utilização de equipamentos de proteção individual, da definição de circuitos e do cumprimento de regras de higiene e segurança”.

“A realização de atividade assistencial na ULS do Nordeste em geral, e nos Cuidados de Saúde Primários em particular, está a decorrer de modo a salvaguardar, por um lado, o estrito cumprimento das regras de Saúde Pública e, por outro lado, a manutenção da prontidão de resposta necessária perante um eventual aumento de casos de Covid-19 na área de abrangência desta entidade”, conclui o comunicado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+