Tempo
|
A+ / A-

Comunicação social

Novos acionistas da Media Capital já conhecidos somam mais de 60% da dona da TVI

03 nov, 2020 - 22:43 • Lusa

A Prisa concretizou esta terça-feira a venda da totalidade da sua participação na Media Capital, de 64,47% detida através da Vertix, a um conjunto de investidores, com os quais tinha firmado contratos de compra e venda.

A+ / A-

Os novos acionistas da Media Capital conhecidos até agora somam 61,6% do capital da dona da TVI, com a CIN, que vendeu a sua quota de 50% na Zenithodyssey em outubro, a deter 11,2%.

A Prisa concretizou esta terça-feira a venda da totalidade da sua participação na Media Capital, de 64,47% detida através da Vertix, a um conjunto de investidores, com os quais tinha firmado contratos de compra e venda.

Na sequência do anúncio da concretização do negócio, tem sido comunicado ao mercado a compra efetiva das ações da dona da TVI pelos investidores, que totalizam neste momento 61,6% do capital vendido pelo grupo espanhol Prisa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a CIN refere que comprou hoje "9.465.476 ações escriturais e nominativas correspondentes a 11,2%" da Media Capital.

Anteriormente, a CIN detinha uma quota de 50% da Zenithodyssey, que também é acionista da Media Capital, mas alineou a posição em 30 de outubro.

Por sua vez, a Zenithodyssey comprou 10% da dona da TVI, menos 6% do que tinha sido anteriormente divulgado.

A Zenithodyssey comprou hoje "8.451.318 ações escriturais e nominativas, correspondentes a 10% do capital social e dos direitos de voto" da Media Capital.

No início de setembro, tinha sido avançado que a Zenithodyssey teria 16% da dona da TVI.

"A Zenithodyssey celebrou inicialmente em 03 de setembro de 2020 um contrato de compra e venda com a Vertix de 13.552.073 ações", correspondentes 16% e as condições de compra e venda encontravam-se sujeitas a determinadas condições acordadas entre as partes, lê-se no comunicado.

No entanto, em 30 de outubro, a CIN, sociedade controlada pelo empresário João Manuel Fialho Martins Serrenho, "procedeu à divisão e subsequente alienação da quota que detinha no capital social da Zenithodyssey, tendo a mesmo sido unificada com as quotas das restantes sócias".

Anteriormente, a sociedade Zenithodyssey era detida a 50% pela CIN, 18% pela Polopique e tinha o resto do capital dividido por várias outras empresas.

Também em 30 de outubro, a Zenithodyssey e a Vertix "executaram uma alteração ao contrato de compra e venda", passando a ser a mesma a ter por objeto 10% da Media Capital.

Atualmente, a Zenithodyssey é detida em 45% pela Polopique, 20% pela empresa Volume Volátil, 17,5% pela Zafgest - Imobiliária Unipessoal, e 17,5% pela Alfredo & Carlos - Imobiliária, controlada pelos empresários Alfredo José Machado Alves Pereira e Carlos Alberto Machado Alves Pereira.

A Fitas & Essências, controlada por Stéphane Rodolphe Picciotto, já detém 3% da Media Capital, enquanto a DoCasal Investimentos (DCI), da apresentadora Cristina Ferreira, ficou com 2,5%.

A conclusão da alienação da sua posição na dona da TVI aconteceu cerca de dois meses depois (04 de setembro) de a Prisa ter anunciado a venda da sua participação na Media Capital a uma "pluralidade de investidores".

Entre os investidores que efetivaram a compra de uma participação na Media Capital constam o grupo Triun, de Paulo Gaspar, filho do presidente da Lusiaves, que adquiriu na segunda-feira 23% da empresa, mais 3% do que tinha sido anteriormente divulgado.

Também na segunda-feira foi comunicado que a Biz Partners concretizou a compra de 11,9% da Media Capital, mas sem o grupo industrial Tensai na sua estrutura acionista, ao contrário do que tinha sido divulgado em setembro.

A Biz Partners passou então a deter 10.118.339 ações do capital social da dona da TVI, o que corresponde a uma participação qualificada de 11,9725% no capital social e direitos de voto da Media Capital.

A sociedade é agora dominada pela Hiper Go, com 33,4% que "tem como beneficiário efetivo Miguel Maria Bragança Cunha Osório Araújo", refere o comunicado enviado na segunda-feira.

Segue-se a IBG – International Business Group Portugal – SGPS, S.A. (Zona Franca da Madeira), a Castro Group, com 16,7%, a Capitais Privados (16,4%), a Regimidia, de Tony Carreira, com 8,3% e, com igual partic7ipação, a Benecar.

Aos cerca de 61,67% junta-se a Pluris Investments, do empresário Mário Ferreira, que detém 30,22% da Media Capital, numa operação realizada em maio de 10,5 milhões de euros.

O NCG Banco tem 5,05%, sendo que o capital disperso em bolsa ('free-float') é de 0,26%.

A Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+