Tempo
|

Saiba que escolas têm registo de casos de Covid-19

Saiba que escolas têm registo de casos de Covid-19

Tempo
|

25 set, 2020 - 18:05 • Joana Gonçalves e Cátia Barros (recolha de dados)

Do ensino público ao privado, do básico ao superior, de Bragança a Faro, os estudantes enfrentam um cenário inédito, com novas regras para combater potenciais surtos nas instituições. Desde o início do ano letivo, mais de 300 escolas registaram casos de Covid-19, entre a alunos, docentes e assistentes operacionais. Acompanhe a resposta da comunidade escolar à pandemia do novo coronavírus.

A+ / A-

[última atualização às 16h00 de 13 de novembro]

Desde o início do ano letivo, a Renascença apurou, junto da comunidade escolar, a existência de casos confirmados de Covid-19 em mais de 512 estabelecimentos de ensino portugueses. Oito instituições foram obrigadas a fechar portas, temporariamente, e centenas de alunos adotaram o regime de aulas à distância, de forma a cumprir o período de quarentena profilática.

Das instituições de ensino identificadas no mapa da Renascença, 40 são privadas e 472 públicas. Nesta lista, a região do Norte apresenta o maior número de infeções entre comunidades escolares, com 176 ocorrências identificadas. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 154, Centro com 113, Algarve com 33 , o Alentejo com 32 e a Madeira com quatro.

Não foram, ainda, reportados casos de Covid-19 em escolas na região autónoma dos Açores. Importa relembrar que este mapa apresenta apenas os casos confirmados à Renascença e pode, por isso, pecar por defeito.

De acordo com a última atualização da Direção-Geral de Saúde, Portugal regista 49 surtos ativos em escolas portuguesas. Os focos de infeção implicam 449 casos positivos, entre alunos e funcionários - docentes e não docentes. "Nestes casos reportados não estão ainda todos os alunos de erasmus que têm sido bastantes identificados no país", adiantou a diretora-geral da Saúde.

Em declarações aos jornalistas, Graça Freitas assegurou que “não se encontrou nenhuma relação entre essa abertura das escolas e o aumento do número de casos”. “Primeiro porque o número de casos nas escolas é relativamente limitado — muitas vezes são casos isolados, pensa-se que a maior parte das vezes foram contraídos na comunidade e não ao contrário, não são os alunos que levam para a comunidade”, explicou a diretora-geral de Saúde.

A DGS não contabiliza casos isolados em instituições de ensino, mas apenas surtos. De acordo com a definição apresentada no manual da Direção-Geral da Saúde para o controlo da Covid-19 em contexto escolar, um surto é “qualquer agregado de dois ou mais casos com infeção ativa e com ligação epidemiológica”. Numa situação em que existam dois ou mais casos com origens diferentes, serão considerados “surtos”.

No dia em que se assinala o regresso da telescola à RTP Memória, Tiago Brandão Rodrigues, ministro da educação, garantiu que “se olharmos para o sistema de ensino como se fosse uma região, o número de casos positivos nas escolas é o mais baixo do país”.

Questionada pela Renascença sobre a existência de dados oficiais relativamente aos casos de Covid-19 em instituições de ensino, a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) remete todas as repostas para o Ministério da Educação. Por sua vez, a tutela liderada por Tiago Brandão Rodrigues não confirma qualquer informação, para além da apresentada na conferência de imprensa da última segunda-feira. A Renascença aguarda ainda uma resposta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que no último contacto notou que as instituições de ensino superior são dotadas de autonomia administrativa.

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) atualizou, também, esta quarta-feira, uma lista de escolas onde já se registaram casos positivos de Covid-19.


Nota metodológica: Este mapa não inclui a região autónoma dos Açores, porque não foram ainda reportados casos de Covid-19 na comunidade escolar no arquipélago. A Renascença tentou contactar a Secretaria Regional de Saúde, mas não obteve resposta.

Neste trabalho só estão representadas escolas que tenham divulgado comunicado oficial, junto da comunidade escolar ou nos respectivos sites oficiais, que confirme a existência de um ou mais casos de infeção pelo novo coronavírus entre alunos ou funcionários da instituição. Ou, ainda, escolas que não tendo divulgado nenhum comunicado oficial, confirmaram à Renascença a informação avançada por agentes externos à instituição. Em casos excecionais, a confirmação foi avançada pelas autarquias dos concelhos a que pertencem as escolas.

A Renascença agradece a colaboração de todos os leitores e as dezenas de mensagens que recebeu, até ao momento. Todas as informações foram averiguadas e no mapa estão assinaladas aquelas que apresentam os critérios acima mencionados.


Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Pedro Magalhães
    20 nov, 2020 Chaves 12:23
    Bom dia, Alguma coisa se passa com estes números. Em chaves, sei de pelo menos 3 escolas com vários casos de Covid-19. Olhando para o mapa, nem referência. Já estamos habituados a não contar para nada, mas isto... Não dá para acreditar em números nenhuns.
  • Mário Pacheco
    23 out, 2020 pvz 19:46
    Ainda nenhum aluno se curou? Daqui por 2 meses ainda estão referenciados com a doença.....
  • manuel
    22 out, 2020 são brás de alportel 17:22
    agrupamento josé belchior viegas, um professor de primeiro ciclo e dois alunos da sua turma testaram positivo, restantes alunos da turma estão em casa, assim como outros da rede de contactos, e creche sitio do bebé, da mesma localidade, com um educador infectado (fonte: facebook do município)
  • Alessandra
    10 out, 2020 16:16
    Podiam tanto dar a opção do ensino a distancia, aos pais que podem ter os filhos em casa.
  • Marcelo
    10 out, 2020 Sindico 10:04
    Na Escola Gil Vicente em Lisboa-Graça, há uma turma em quarentena e um novo caso de Covid confirmado
  • zxc
    08 out, 2020 Queijas 23:26
    Escola Professor Noronha Feio, em Queijas, Oeiras. Um caso na turma 6º C. Os alunos mais próximos enviados para casa em quarentena. Continua aberta, inclusivamente a referida turma.
  • Cassandra Lacueva
    07 out, 2020 Tapada das Mercês 09:18
    Sei de várias escolas no concelho de Sintra que têm alunos infetados, confirmados. Porque não aparecem no mapa??
  • Salvado
    26 set, 2020 SANTO ANTONIO CAVALEIROS 12:04
    Na ES Rainha Dona Leonor há um caso confirmado e uma turma em isolamento profilático.