Tempo
|
A+ / A-

Nível de segurança elevado em França após ataque em Nice

29 out, 2020 - 12:44 • Lusa

Três pessoas morreram esta manhã, uma delas decapitada, na catedral de Notre Dame. Agressor foi detido pouco depois. Primeiro-ministro classifica ataque de “ignóbil, bárbaro e abjeto”.

A+ / A-
Ataques terroristas em França. Homem decapita mulher e mata mais duas pessoas
Ataques terroristas em França. Homem decapita mulher e mata mais duas pessoas

Veja também:


O primeiro-ministro francês, Jean Castex, elevou o nível de alerta terrorista em todo o país, nesta quinta-feira, na sequência do ataque que matou três pessoas numa igreja católica de Nice (sudeste de França).

A segurança de edifícios, transportes e locais públicos vai ser elevada para o nível “emergência atentado”.

Castex, que anunciou a medida na Assembleia Nacional, qualificou o ataque de “ignóbil, bárbaro e abjeto” e prometeu uma resposta “firme, implacável e imediata”.

O primeiro-ministro anunciou também uma reunião do Conselho de Defesa Nacional de França para sexta-feira.


Três pessoas foram mortas nesta manhã, uma delas degolada, no interior da basílica de Nossa Senhora de Nice, num ataque perpetrado por um homem com uma arma branca.

O suposto autor do ataque foi rapidamente detido pela polícia, tendo sido ferido a tiro e transportado para o hospital. Segundo fonte próxima do inquérito citada pela agência France-Presse, disse chamar-se “Brahim” e ter “25 anos”.

O ataque está a ser tratado como um ataque terrorista pela polícia.

O incidente ocorre duas semanas depois da decapitação de um professor na região parisiense, assassinado depois de ter mostrado caricaturas de Maomé numa aula sobre liberdade de expressão.

Nos últimos dias têm-se multiplicado reações do mundo muçulmano contra a França e o seu Presidente, depois de Emmanuel Macron ter declarado, durante uma homenagem nacional a esse professor, que continuaria a defender a liberdade de expressão, incluindo a publicação de caricaturas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    29 out, 2020 Funchal 14:21
    É triste e absurdo o que está a acontecer. Mas os ocidentais têm de aprender a não brincar, com o islão.