Tempo
|
Conversas Cruzadas
Programa sobre a atualidade que passa ao domingo, às 12h00, com reposição à segunda às 00h00.
A+ / A-
Arquivo
O risco da recessão em "W" - Conversas Cruzadas
O risco da recessão em "W" - Conversas Cruzadas

Conversas Cruzadas

O risco da recessão em "W"

25 out, 2020 • José Bastos


Esta semana, Nuno Botelho, Álvaro Aguiar e Miguel Alves na análise da pandemia.

O aumento de casos de infeção pela Covid-19 levou o governo a proibir a circulação entre concelhos – de 30 de outubro a 3 de novembro – no fim de semana dos dias de Todos os Santos e dos Fiéis Defuntos. Concelhos populosos como Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras entram no regime de semi-confinamento.

Dez dias depois do “abanão” ao país para travar a velocidade da segunda vaga o receio de novo confinamento volta ao debate, apesar do governo insistir em que Portugal não pode parar de novo.

Mas e se tiver de ser? E se o confinamento for imposto pela realidade? Com a subida expressiva de casos nos países europeus, aumentam as medidas restritivas da vida social, e por extensão, da atividade económica.

Os indicadores avançados da atividade económica caíram, sugerindo que o pessimismo vai continuar a marcar as opções das famílias. O clima económico – que mostra expectativas dos empresários – continua negativo, recuperando cada vez mais devagar. Já as expectativas dos parceiros comerciais do país continuam deprimidas, quanto às encomendas a fazer ao exterior, antecipando uma lenta recuperação das exportações portuguesas.

Ao mesmo ritmo da segunda vaga da Covid19 avança assim o fantasma da chamada recessão em “W” - com dois momentos gráficos de contração aguda - por oposição à esperada recessão em “V”, ou “U”, com um só momento de contração (mais suave ainda em “U”).

A análise das curvas económicas e da urgência de medidas locais para combater a Covid19 é de Nuno Botelho, presidente da ACP- Câmara de Comércio e Indústria do Porto, Álvaro Aguiar, professor de economia na Universidade do Porto, e Miguel Alves, presidente do Conselho Regional do Norte.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.