Tempo
|
A+ / A-

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses

Sindicato indignado com "intransigência" do PS face a exigências dos enfermeiros

23 out, 2020 - 23:57 • Lusa

O SEP também aponta intolerância ao partido sobre a “contabilização de pontos para efeitos de progressão a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo”.

A+ / A-

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) manifestou esta sexta-feira “indignação pela intransigência” do Partido Socialista (PS) em “não resolver” a contabilização de pontos para efeitos de progressão na carreira a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo contratual.

De acordo com um comunicado divulgado pelo SEP, no seguimento de uma reunião, na quinta-feira, o grupo parlamentar do PS disse que está a ponderar a apresentação de propostas sobre “resolução da transição dos enfermeiros especialistas em funções de chefia”, assim como a “'descategorização' dos enfermeiros supervisores”.

Contudo, o sindicato “voltou a manifestar a indignação pela intransigência do Partido Socialista em não resolver” a transição para a categoria de todos os enfermeiros detentores do título de Enfermeiro Especialista a 31 de maio de 2019.

O SEP também aponta intolerância ao partido sobre a “contabilização de pontos para efeitos de progressão a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo”.

O sindicato finaliza a nota dizendo que “está nas mãos” do PS e do PSD a resolução destas reivindicações, que considera serem respondidas pelos diplomas apresentados pelo PCP, BE e CDS-PP.

As declarações do SEP surgem depois de o Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) ter anunciado hoje que vai avançar com uma greve entre os dias 9 e 13 de novembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • lv
    24 out, 2020 Loures 13:56
    Sindicalhos, besuntas, lacaios e mulheres de má fama tudo reunido em volta do SEP!