Tempo
|
A+ / A-

Sérgio Conceição

Que reforços jogariam "de caras" no FC Porto? "Só Ronaldo, Messi e meia-dúzia de jogadores"

23 out, 2020 - 13:35 • Redação

Sérgio Conceição salienta que, enquanto escasseia o tempo para treinar, confia mais em quem melhor conhece o clube.

A+ / A-

Sérgio Conceição explicou, esta sexta-feira, o porquê de ainda nenhum dos reforços de verão do FC Porto ter sido aposta a titular.

Em conferência de imprensa, o treinador do FC Porto explicou que, para serem titulares, os jogadores tê, primeiro, de se adaptar.

"Não é fácil chegar a um clube como o FC Porto e entrar de caras. Entravam, se calhar, o Ronaldo, o Messi, e meia-dúzia de jogadores. Vêm para aqui jogadores de realidades diferentes, sem conhecer o país, o campeonato e a forma exigente como se trabalha aqui. Entra a exigência das vitórias. É uma questão de ser realista e meter quem percebe melhor aquilo que queremos. Meti jogadores que estão connosco há uns anos nos primeiros jogos por isso, não por conservadorismo. Eu jogo para ganhar sempre", sublinhou.

A pressão de entrar para ganhar


Sérgio Conceição explicou que, por um lado, não pode esperar "resultados imediatos com jogadores que estão há três ou quatro dias a trabalhar". Por outro, "há a pressão da conquista dos três pontos".

"Se estamos confortáveis no jogo, com resultado positivo, é hora de meter alguém no jogo para ter sensações positivas? Sim, mas num jogo muito difícil, o cenário fica diferente para ir entrosando e metendo estes jogadores que chegaram agora de novo", sustentou.

O técnico portista acredita, portanto, que só durante a próxima paragem para as seleções terá oportunidade de "arranjar um adversário e meter os reforços a aplicar aquilo que fazem no treino".

Elogios a Taremi e Toni Martínez


O facto de os reforços não estarem a jogar tanto não quer dizer que Sérgio goste menos deles. Por exemplo, voltou a elogiar Taremi:

"É um jogador refinado. É um excelente jogador, que se movimenta muito bem no último terço. Mas chegou cá, treinou meia dúzia de dias comigo e foi para a seleção durante 15 dias. Está a treinar como os outros e está habituado ao campeonato, mas ainda está a entrar na dinâmica da equipa. Tem entrado praticamente sempre."

Em sentido contrário, Toni Martínez trabalhou duas semanas com a equipa durante a paragem para as seleções. Além disso, "é um jogador de qualidade que fez muitos golos" pelo Famalicão.

Sérgio Conceição fazia a antevisão da receção do FC Porto ao Gil Vicente, marcada para sábado, às 20h30. Relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.