Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: “Pressão especial no Norte” dita hospital de campanha em Penafiel

23 out, 2020 - 20:53 • Lusa

Anúncio foi feito esta sexta-feira pela ministra da Saúde, durante a conferência de imprensa de balanço da pandemia do novo coronavírus.

A+ / A-

Veja também:


A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou esta sexta-feira que está a ser instalado um hospital de campanha em Penafiel para ajudar no combate à pandemia de covid-19, assumindo que a capacidade de assistência no Norte está sob pressão.

“Há uma pressão especial no Norte, daí que esteja a ser montado neste momento um hospital de campanha no perímetro do hospital de Penafiel, integrando o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa”, afirmou a governante, na conferência de imprensa de atualização sobre a evolução da situação pandémica em Portugal.

De acordo com Marta Temido, a gestão do número de camas passa por diferentes entidades que se articulam em vários níveis, relembrando que “os hospitais do Serviço Nacional da Saúde trabalham para dar resposta a todo o tipo de necessidades em saúde”.

Com efeito, a instalação de hospitais de campanha, também conhecidos como ‘hospitais de retaguarda’, era uma das medidas inseridas no plano outono-inverno 20-21.

“A gestão de camas é uma responsabilidade, em primeira mão, de cada administração hospitalar, mas também, concertadamente, de cada Administração Regional de Saúde e, em rede, entre todos os hospitais públicos, sendo esta gestão dinâmica e constante”, asseverou a ministra.

A capacidade máxima de resposta dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para assistência na pandemia de covid-19 é de cerca de 17.700 camas, esclareceu esta sexta-feira Marta Temido.

A ministra da Saúde está preocupada e não descarta restrições nos concelhos limítrofes a Paços de Ferreira, Felgueiras e Lousada, que estão em confinamento parcial desde esta sexta-feira por causa da Covid-19.

Em conferência de imprensa de balanço da pandemia, Marta Temido afirmou que “há concelhos que nos merecem maior preocupação, nomeadamente concelhos limítrofes”.

Portugal contabiliza hoje mais 31 mortos relacionados com a covid-19 e 2.899 novos casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim hoje divulgado, desde o início da pandemia de covid-19 Portugal já contabilizou 112.440 casos confirmados e 2.276 óbitos.

COVID-19 POR REGIÕES

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.