Tempo
|
A+ / A-

Presidenciais EUA

Trump testa negativo à Covid-19 antes do último debate presidencial com Joe Biden

23 out, 2020 - 00:36 • Redação com Lusa

Presidente norte-americano foi testado a bordo do Air Force One, enquanto se dirigia para Nashville, no Tennessee, onde o último frente a frente com Biden vai decorrer. À porta do recinto, manifestantes entoaram cânticos pelos direitos civis antes do frente a frente.

A+ / A-

O Presidente dos Estados Unidos testou negativo para a Covid-19, antes do último debate presidencial com o democrata Joe Biden, esta madrugada, a partir das 02h00 (hora portuguesa).

De acordo com o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, Donald Trump realizou o despiste ao novo coronavírus esta quinta-feira, enquanto viajava para Nashville, no Tennessee, a bordo do avião presidencial Air Force One.

O teste ao Presidente norte-americano acontece depois de Trump ter estado infetado, o que o levou a estar internado três noites no hospital. Já depois de ter tido alta mas ainda sem garantias de que já não estava infetado, o chefe de Estado rejeitou uma versão virtual do segundo dos três debates que tinha marcados com o rival democrata, que acabou por não acontecer.

Na quinta-feira, a equipa de campanha do candidato democrata Joe Biden adiantou que também o ex-vice-presidente realizou o teste à Covid-19 com resultado negativo.

Ambas as campanhas foram obrigadas a certificar que os candidatos e os convidados VIP tenham testado negativo antes de participarem no debate, com assistência ao vivo limitada no contexto da pandemia.

Tanto Donald Trump como a Casa Branca têm, contudo, recusado confirmar se o Presidente foi efetivamente testado antes de participar no primeiro debate com Biden, que teve lugar a 29 de setembro.

Antes do frente a frente, apoiantes do candidato democrata mobilizaram-se com cânticos e percussão contra o racismo e pelas liberdades civis de todos os norte-americanos.

"Isto tem de mudar, para todos, não só para os negros mas também para os brancos, porque somos todos pobres e discriminados", disse à Lusa Jeannette, que cantava o hino "God Bless America". "Estou preocupada com a situação que este país atravessa por causa da crise do coronavírus. Tem de haver dignidade e cuidados de saúde para todos."

Grupos "antifascistas" identificados com bandeiras e camisolas juntaram-se frente ao local onde vai decorrer o debate entre os dois candidatos presidenciais, na Universidade de Belmont, em Nashville, no estado do Tennessee, cantando ao som de tambores improvisados em caixotes de lixo.

A letra da canção de protesto "Wich side are you on?" ("De que lado estás?") foi adaptada contra o Presidente Donald Trump e em defesa dos afroamericanos vítimas de violência policial.

Do outro lado, e com a polícia presente no perímetro da universidade antes e durante o debate presidencial, apoiantes de Trump também se juntaram agitando bandeiras aos carros que passavam.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.