Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: Espanha admite que número real de casos ultrapassa os 3 milhões

23 out, 2020 - 13:10 • Redação, com agências

Presidente do Governo afirma que o número real é o triplo do oficial. Numa declaração institucional desde o Palácio da Moncloa, em Madrid, Pedro Sánchez classificou como "grave" a evolução da pandemia em Espanha.

A+ / A-

Veja também:


O número real de infetados com o novo coronavírus em Espanha é de três milhões de pessoas, embora o registo oficial o coloque em um milhão, admitiu esta sexta-feira o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez.

Numa declaração institucional desde o Palácio da Moncloa, em Madrid, Pedro Sánchez classificou como "grave" a evolução da pandemia de Covid-19 em Espanha e avisou que "os próximos meses vão ser muito duros".

A contagem oficial de infetados ultrapassou um milhão de casos na última quarta-feira, mas, segundo Sánchez, estudos de seroprevalência desenvolvidos por instituições publicas com especialistas científicos indicam que "o número real de pessoas que foram infetadas supera os três milhões".

Pedro Sánchez não atualizou a informação sobre o número de mortes que, segundo dados de quinta-feira, ascendem a 34.521 mortes desde o início da pandemia.

Apesar de admitir que o número de pessoas com Covid-19 desde o início da pandemia é, afinal, o triplo, o presidente do Governo espanhol não anunciou novas restrições.

"Se não tomarmos precauções, estamos a colocar em risco as pessoas que amamos. Temos que reduzir as nossas deslocações e contactos sociais. Não há outra solução", declarou Pedro Sánchez, que não tem maioria no Parlamento para aprovar medidas sem a necessidade de consensos com a oposição.

A província de Castilha e Leão apelou ao Governo que imponha um recolher obrigatório noturno, o mais rápido possível.

A região de Madrid adiantou-se e anunciou esta sexta-feira a proibição de ajuntamentos em espaços públicos e privados entre as 00h00 e as 06h00 da manhã.

O País Basco também impôs um recolher obrigatório noturno para impedir grandes aglomerados de pessoas e travar a pandemia de Covid-19.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.