Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Jorge Jesus. "Darwin não é grande, é um 'big' jogador e vai ser 'top' mundial"

22 out, 2020 - 20:30 • Redação

Treinador elogiou os seus jogadores depois da vitória na Polónia, frente ao Lech Poznan, para a Liga Europa e explicou a braçadeira de capitão a Otamendi.

A+ / A-

Jorge Jesus não tem dúvidas de que o Benfica acertou na contratação de Darwin Núnez e, depois de o uruguaio ter feito os primeiros golos pelo Benfica, diz que estamos na presença de um jogador com potencial para estar entre os melhores do mundo.

"Ele não é um grande jogador, é um 'big' jogador. Vai ser um jogador de 'top', porque grande e 'big' é igual", disse o treinador do Benfica, no seu registo habitual, em declarações à SIC Notícias, na avaliação à exibição do ponta de lança no jogo com o Lech Poznan, na estreia na fase de grupos da Liga Europa, que os encarnados venceram, por 2-4.

Jesus salienta, por outro lado, que "foi importante o menino marcar, porque tem estado a demonstrar qualidade, com assistências para os colegas".

“Há muita coisa do jogo que ainda vai aprender comigo no Benfica, mas já tem toda esta capacidade de decisão, execução, finalização, velocidade", descreveu.

Darwin Nuñez é o jogador mais caro da história do Benfica (24 milhões de euros), mas Jesus, com a suspeita de que "em pouco o tempo" o vai perder, acredita que poderá também "ser o jogador mais caro a sair do clube".

"Vitória categórica" na Liga Europa

Sobre a entrada vitoriosa na fase de grupos da Liga Europa, o técnico diz que “foi uma vitória categórica do Benfica, que esteve sempre por cima do jogo”.

“O Lech durante um ano só perdeu aqui um jogo, é uma equipa atrevida, fez-nos dois golos e foi a equipa que conseguiu fazer mais remates à nossa baliza. Mas também pagou caro o seu atrevimento. Fizemos quatro golos e poderíamos ter feito mais”, disse o técnico na entrevista rápida.

Nestas declarações, Jesus reafirmou que o Benfica quer “chegar à final, mas temos de ir jogo a jogo”.

“Depois da fase de grupos entram equipas de Champions. Esta equipa é melhor que o PAOK, mas o Benfica está mais forte”, acrescentou.

O técnico dos encarnados reconhece que houve “alguns momentos complicados, mas sentiu-se sempre que poderíamos marcar golos”.

Otamendi capitão

Já sobre o facto de Otamendi ter sido capitão, com poucos jogos de águia ao peito, JJ explica: “Quando cheguei ao Benfica já estavam distribuídos os capitães. Eram cinco, saíram dois [André Almeida e Rúben Dias] e quando eu chego a um clube o facto de esse clube ter três ou quatro capitães, pelo tempo, a mim não me diz nada. Eu escolho sempre um jogador novo. De todos os que chegaram só podiam ser o Otamendi ou o Vertonghen pela experiência. O Vertonghen não sabe falar inglês, o Otamendi fala português. Vai continuar a ser um dos cinco".

O Benfica venceu 4-2 o Lech Poznan, com três golos de Darwin e um de Pizzi.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juíz Vermelho
    23 out, 2020 Catedral da Luz 14:05
    Claro que o vai perder, é só deixar passar as eleições e (lagarto, lagarto) o LFV ganhar. É logo dos primeiros a ser vendido, com as desculpas habituais. Enquanto o LFV lá estiver, nunca passaremos de entreposto de jogadores e fazedores de comissões...