Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Reino Unido e Itália batem recordes, Espanha passa o milhão de casos

21 out, 2020 - 18:11 • com agencias

Reino Unido e Itália são dois dos países que bateram recordes de novas infeções, no dia em que Espanha ultrapassou o milhão de casos.

A+ / A-

Veja também:


O número de casos novos de infeção com Covid-19 continua a subir em vários países da Europa, comprovando que está em curso de facto uma segunda vaga da pandemia.

O Reino Unido registou 26.688 novas infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, mais 25% do que na véspera, e 191 mortes, anunciou esta quarta-feira o Ministério da Saúde britânico.

Na terça-feira tinham sido registadas 241 mortes, o valor diário mais alto desde 5 de junho, e 21.331 novos casos.

Nos últimos sete dias morreram no Reino Unido 1.003 pessoas vítimas de Covid-19, um aumento de 57% relativamente aos sete dias anteriores, e estão hospitalizados cerca de 6.500 pessoas, das quais 629 com auxílio respiratório de ventilador.

O total acumulado desde o início da pandemia Covid-19 no Reino Unido é agora de 789.229 casos de infeção confirmados e de 44.158 óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo.

Também Itália, que foi o epicentro da pandemia na Europa, assistiu a um aumento de casos.

A Itália anunciou o maior número diário de novos casos de infeção registado no país desde o início da pandemia do novo coronavírus, 15.199, contabilizando também 127 óbitos, valor que não era verificado desde maio.

Trata-se de um número de contágios diários que nunca tinha sido verificado em Itália desde o início da crise da doença Covid-19 no país, em 21 de fevereiro.

Até à data, o valor máximo de novas infeções tinha sido verificado no sábado passado, com a contabilização de 10.925 casos.

De acordo com o Ministério da Saúde italiano, este novo valor máximo de infeções também se verifica num dia em que foi batido um recorde de testes de diagnósticos realizados, quase 178.000 nas últimas 24 horas.

Em termos totais, e desde o início da crise da doença Covid-19 no país, Itália contabiliza 449.648 casos de pessoas que ficaram infetadas pelo novo coronavírus, segundo os dados fornecidos pelas autoridades italianas.

Com a contabilização de 127 novas vítimas mortais associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas, o número total de mortes registadas no país desde fevereiro sobe para 36.832.

Espanha ultrapassa o milhão de infetados

Espanha tornou-se esta quarta-feira o primeiro país da Europa ocidental a ultrapassar o milhão de infetados desde o início da pandemia.

O Ministério da Saúde comunicou a existência de perto de 17 mil novos casos no espaço das últimas 24 horas.

Com estes novos 16.973 casos o número de total de infetados em Espanha, incluindo mortos e recuperados, sob para 1,005,295

Registaram-se ainda 156 mortos, elevando o total para 34.366.

A Europa registou na semana passada um novo recorde de infeções pelo novo coronavírus – 927.000 -, segundo dados divulgados esta quarta-feira pela secção europeia da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Europa registou nesse período uma subida de 25% dos casos confirmados e foi responsável por 38% dos novos casos em todo o mundo.

A Rússia, a República Checa e Itália registaram mais de metade dos novos casos na Europa.

O aumento mais significativo registou-se na Eslovénia, onde os novos casos aumentaram 150% em relação à semana anterior, elevando-se a 4.890 casos.

A OMS destacou também que o número de mortes associadas à covid-19 na Europa “continua a subir”, tendo aumentado cerca de 30% em relação à semana anterior.

Identificado pela primeira vez em dezembro na China, o vírus SARS-Cov-2 já infetou mais de 40 milhões de pessoas em todo o mundo, 1,12 milhões das quais morreram.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.