Tempo
|
A+ / A-

parlamento

PCP vota contra referendo à legalização da eutanásia

20 out, 2020 - 16:10 • Susana Madureira Martins

Debate sobre iniciativa popular de referendo marcado para quinta-feira. Votação é na sexta-feira.

A+ / A-

O PCP vai votar contra a realização de um referendo à legalização da eutanásia. O voto comunista junta-se aos votos contra de Bloco de Esquerda e do PS, o que faz antever uma rejeição da iniciativa popular de referendo, que será debate na quinta-feira e votada na sexta.

Segundo fonte do PCP avançou à Renascença, o PCP, que votou contra a legalização da eutanásia, vai votar contra a consulta popular por considerar que o assunto não deve ser objeto de referendo. Os comunistas, aliás, têm sido contra a realização de referendos.

O PSD, como a Renascença avançou, vai dar liberdade de voto aos seus deputados, pelo que o Chega e o CDS serão os únicos partidos a votar a favor da realização do referendo.

A iniciativa de referendo foi lançada pela Federação Portuguesa pela Vida, que recolheu mais de 95 mil assinaturas que foram entregues em junho no Parlamento. A pergunta proposta para referendo é: “"Concorda que matar outra pessoa a seu pedido ou ajudá-la a suicidar-se deve continuar a ser punível pela lei penal em quaisquer circunstâncias?".

A realização de um referendo seria a única forma de travar o processo legislativo em curso.

Uma vez rejeitada a proposta de referendo, o processo parlamentar de legalização da eutanásia pode ser concluído. O processo está na especialidade para onde desceram os cinco projetos de lei aprovados na generalidade (Bloco, PS, PEV, Iniciativa Liberal e PAN), em fevereiro. A deputada socialista Isabel Moreira foi responsável por fazer um texto de consenso entre os cinco projetos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    20 out, 2020 Palmela 16:54
    Desculpem ! Eu nao sabia que para levar a vacina tinha de mostrar as mamas!
  • Ivo Pestana
    20 out, 2020 Funchal 16:30
    E porquê?