Tempo
|
A+ / A-

Depressão "Bárbara" coloca Portugal continental em aviso amarelo

18 out, 2020 - 16:02 • Lusa

Instituto Português do Mar e da Atmosfera emite aviso para chuva e vento fortes. "São situações típicas de outono com características mais severas". Alerta sobe para laranja na Madeira.

A+ / A-

Todos os 18 distritos de Portugal continental vão estar na segunda-feira sob aviso amarelo devido à previsão de chuva por vezes forte e persistente, e também devido ao vento, trazidos pela depressão "Bárbara", de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

De acordo com a página do IPMA, os distritos de Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga estão sob aviso amarelo devido ao vento forte, a partir das 12h00 e até às 21h00.

A este aviso, junta-se o que corresponde aos períodos de chuva por vezes forte e persistente esperado a partir das 15h00 na maioria dos distritos portugueses.

A chuva persistente e o vento forte vão regressar a Portugal continental a partir da tarde de segunda-feira devido a uma depressão que vai ficar a noroeste da Península Ibérica, disse à Lusa a meteorologista Ângela Lourenço.

“Para segunda-feira está prevista precipitação contínua, persistente, por vezes forte, e um aumento gradual da intensidade do vento. São situações típicas de outono com características mais severas, ou seja, precipitação forte e vento forte e provavelmente acompanhado também de agitação marítima forte”, destacou a meteorologista do IPMA.

Ângela Lourenço reforçou: “É uma situação severa em que devemos ter cautelas. No entanto, é uma situação típica de outono. No outono, já começam a aparecer situações de precipitação forte”.

Segundo a meteorologista, esta situação deve-se à passagem de superfícies frontais, ondulações frontais, associadas a uma depressão que vai ficar a noroeste da Península Ibérica, que vão atravessar o continente na próxima semana.

Desta forma, os distritos de Viseu, Évora, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém Viana do Castelo, Leiria, Beja, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga estão com aviso amarelo para a chuva forte e persistente entre as 15h00 e as 21h00 de segunda-feira.

O distrito de Faro é o único dos 18 distritos continentais que tem igualmente aviso amarelo para agitação marítima, entre as 9h00 e as 15h00, prevendo-se, na costa Sul, ondas de sueste com 2 a 2,5 metros em especial no sotavento.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Alerta sobe para laranja na Madeira

A capitania do Funchal agravou o aviso de má visibilidade para “mau tempo” na zona costeira da Madeira depois de o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) ter colocado a ilha sob aviso laranja até terça-feira.

O aviso da autoridade marítima regional tem por base as indicações do IPMA, que também tinha colocado no sábado as costas norte, sul e a ilha do Porto Santo sob aviso amarelo devido às previsões de “chuva, temporariamente forte, por vezes em regime de aguaceiros que podem ser acompanhados de trovoada”, entre as 18:25 de hoje até às 09:00 de segunda-feira.

Mas, devido a um agravamento das condições atmosféricas, o aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, que estava em vigor para precipitação apenas para as zonas montanhosas, foi estendido a toda a região até às 09:00 de terça-feira.

O mesmo acontece com a situação do vento aplicado apenas na ilha da Madeira, com rajadas estimadas entre os 100 quilómetros por hora na parte sul da ilha e os 130 km/h nas zonas montanhosas da ilha.

[notícia atualizada]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.